PHP ::: Dicas & Truques ::: Expressões Regulares

Expressões Regulares em PHP - Como usar expressões regulares em PHP

Quantidade de visualizações: 7630 vezes
Expressões regulares são padrões pré-definidos que permitem pesquisar ou substituir uma substring em uma string. Isso quer dizer que expressões regulares são uma ferramenta muito útil para validar CEPs, números de telefones, cartões de crédito, endereços de e-mail, entre outros.

Várias linguagens de programação suportam expressões regulares, entre estas Perl, JavaScript, Java, C#, Python e VB.NET. Porém, o domínio destas expressões é privilégio de poucos. Talvez por sua complexidade ou até mesmo pelo fato de que alguns programadores se contentam em aprender apenas as características básicas de uma linguagem de programação. Quando precisam escrever um programa realmente avançado, vão em busca de códigos prontos e que satisfaçam suas necessidades depois de algumas pequenas alterações.

O PHP suporta dois tipos de expressões regulares: PCRE (Perl-Compatible Regular Expression) e POSIX Extended. O grupo de dicas apresentadas nesta seção de nosso site abrange estes dois tipos de expressões regulares.

Algumas funções de expressões regulares PCRE são: preg_grep(), preg_last_error(), preg_match_all(), preg_match(), preg_quote(), preg_replace_callback(), preg_replace() e preg_split(). Estas funções são abordadas com mais detalhes nesta seção.

Algumas funções de expressões regulares POSIX Regex são: ereg_replace(), ereg(), eregi_replace(), eregi(), split(), spliti(), sql_regcase().

Veja um trecho de código que usa a função eregi() para verificar se uma URL começa com http ou https:

<?
  $url = "http://www.arquivodecodigos.com.br";

  // vamos verificar se a URL começa com http ou https
  if(eregi("^http|https", $url))
    echo "A URL começa com o padrão analisado";
  else
    echo "A URL NÃO começa com o padrão analisado";
?>



C ::: Lista de Exercícios Resolvidos (Algorítmos Resolvidos) ::: Arrays e Matrix (Vetores e Matrizes)

Vetores e Matrizes - Exercícios Resolvidos de C - Ex. 2 - Declarar um vetor de 10 elementos e usar o laço for para solicitar ao usuário que informe os valores dos elementos do vetor

Quantidade de visualizações: 12171 vezes
Pergunta/Tarefa:

Escreva um programa C que declara um vetor (array) de 10 elementos do tipo int. Em seguida use um laço for para solicitar ao usuário que informe 10 valores inteiros e armazene tais valores nos elementos do vetor:

Dica: Use a função scanf() para obter a entrada do usuário.

Resposta/Solução:

Veja abaixo a resolução completa para esta tarefa:

#include <stdio.h>
#include <stdlib.h>

int main(int argc, char *argv[])
{
  // vamos declarar um vetor de 10 inteiros
  int valores[10];
  int i;

  // agora vamos solicitar ao usuário que informe os 10 valores para
  // os elementos do vetor. O mais recomendável neste caso é usar um
  // laço for que repetirá 10 vezes e, a cada repetição, solicitaremos
  // um valor
  for(i = 0; i < 10; i++){
    printf("Informe o valor %d: ", (i + 1));
    scanf("%d", &valores[i]);
  }

  // para finalizar vamos exibir os valores informados pelo usuário e
  // presentes nos elementos do vetor
  printf("\nOs valores informados foram:\n");

  for(i = 0; i < 10; i++){
    printf("O valor %d foi: %d\n", (i + 1), valores[i]);
  }
  
  system("PAUSE");	
  return 0;
}



PHP ::: Dicas & Truques ::: Arrays e Matrix (Vetores e Matrizes)

Vetores e matrizes em PHP - Como embaralhar os elementos de um vetor usando a função shuffle() do PHP

Quantidade de visualizações: 10419 vezes
Em algumas situações nós precisamos misturar os elementos de um vetor em PHP, ou seja, embaralhar de forma aleatória os elementos. Para isso nós podemos usar a função shuffle(), que recebe um vetor e o devolve com a ordem dos elementos embaralhada de forma randômica.

Veja o exemplo completo:

<html>
<head>
<title>Estudando PHP</title>
</head>
<body>
 
<?php
  $nomes = array("Osmar", "Marcos", "Igor", "Gustavo");
 
  // ordem original
  for($i = 0; $i < count($nomes); $i++){
    echo $nomes[$i] . "<br>";
  }   

  echo "<br>";  
   
  // embaralha o vetor
  shuffle($nomes);
 
  // ordem embaralhada
  for($i = 0; $i < count($nomes); $i++){
    echo $nomes[$i] . "<br>";
  }
?>
 
</body>
</html>

Ao executar este código nós teremos o seguinte resultado:

Osmar
Marcos
Igor
Gustavo

Gustavo
Osmar
Marcos
Igor


Delphi ::: Win32 API (Windows API) ::: Processos

Como usar o Delphi para verificar se um determinado processo do Windows está sendo executado

Quantidade de visualizações: 16314 vezes
Em algumas situações precisamos verificar se um determinado processo está sendo executado, ou seja, gostaríamos de saber se o executável "programa.exe" está carregado na memória e efetuar alguma tarefa se o teste resultar satisfatório. Nesta dica eu mostro como isso pode ser feito.

O primeiro passo é acrescentar a unit TlHelp32 na cláusula uses do seu formulário. Esta unit contém algumas funções, tipos e definições úteis para se trabalhar com processos acessando a API do Windows.

Uma vez importada a unit TlHelp32, coloque a função abaixo na seção implementation de seu formulário:

// função personalizada que permite verificar se um determinado
// processo está sendo executado
function isProcessRunning(exeFileName: string): Boolean;
var
  ContinueLoop: BOOL;
  FSnapshotHandle: THandle;
  FProcessEntry32: TProcessEntry32;
begin
  FSnapshotHandle := CreateToolhelp32Snapshot(TH32CS_SNAPPROCESS, 0);
  FProcessEntry32.dwSize := SizeOf(FProcessEntry32);
  ContinueLoop := Process32First(FSnapshotHandle, FProcessEntry32);
  Result := False;
  while Integer(ContinueLoop) <> 0 do
  begin
    if ((UpperCase(ExtractFileName(FProcessEntry32.szExeFile)) =
      UpperCase(ExeFileName)) or (UpperCase(FProcessEntry32.szExeFile) =
      UpperCase(ExeFileName))) then
    begin
      Result := True;
    end;
    ContinueLoop := Process32Next(FSnapshotHandle, FProcessEntry32);
  end;
  CloseHandle(FSnapshotHandle);
end;

Agora, para testar a função, coloque o código abaixo no evento Click de um botão:

procedure TForm3.Button1Click(Sender: TObject);
begin
  if isProcessRunning('notepad.exe') then
    ShowMessage('O processo está sendo executado')
  else
    ShowMessage('O processo NÃO está sendo executado');
end;

Aqui nós estamos testando se o processo "notepad.exe" está sendo executado. Uma melhoria neste código seria listar todos os processos em execução ou listar as cópias em execução de um mesmo processo.


Python ::: Fundamentos da Linguagem ::: Estruturas de Controle

Python para iniciantes - Como usar o laço while em Python

Quantidade de visualizações: 13597 vezes
O laço while da linguagem Python permite executar um bloco de códigos repetidamente até que uma condição seja verdadeira. Opcionalmente, uma cláusula else pode ser usado com o while em Python (a parte else será executada mesmo que o corpo principal do laço não seja executado). Veja um exemplo:

# função principal do programa
def main():
  numero = 0
 
  while numero <= 10:
    print(numero)
    numero = numero + 1
  else:
    print("Terminei")
  
if __name__== "__main__":
  main()

Ao executarmos este código Python nós teremos o seguinte resultado:

0
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
Terminei

Veja um exemplo de um laço while que nunca será executado:

# função principal do programa
def main():
  numero = 0
 
  while numero > 10:
    print(numero)
    numero = numero + 1
  
if __name__== "__main__":
  main()

E agora um exemplo de laço usando um valor booleano:

# função principal do programa
def main():
  continuar = True
  valor = 0
 
  while continuar:
    print(valor)
   
    if valor > 5:
      continuar = False
    else:
      valor = valor + 1
  
if __name__== "__main__":
  main()

Ao executar este código Python nós teremos o seguinte resultado:

0
1
2
3
4
5
6


PHP ::: Dicas & Truques ::: Variáveis e Constantes

Como usar a função isset() do PHP para verificar se uma variável existe (foi definida)

Quantidade de visualizações: 55942 vezes
Em algumas situações gostaríamos de verificar se uma variável PHP foi definida, ou seja, seu valor está disponível para uso. Isso é importante para evitar efetuar algum cálculo envolvendo variáveis não existentes (que ainda não foram declaradas).

Isso pode ser feito com o auxílio da função isset(). Ela retorna um valor true se a variável testada existir e não estiver com o valor NULL. Caso contrário o retorno será falso. Veja o exemplo a seguir:

<?
  /*
  Este trecho de código mostra como como verificar
  se uma determinada variável foi definida. Esta
  técnica é muito usada para verificar variáveis
  fornecidas via GET ou POST.
  
  Veja que a função isset apenas verifica se a variável
  foi definida, ela não verifica se a variável contém algum
  valor (no caso de GET ou POST)
  */
  
  if(isset($_GET['cliente']))
    echo "A variável cliente foi definida";
	
  $nome = "Osmar J. Silva";
  if(isset($nome))
    echo 'A variável $nome foi definida';
?>

Lembre-se de que está função não verifica se a variável contém algum valor, apenas se ela existe e não sofreu atribuição do valor NULL (null em PHP).


Python ::: Fundamentos da Linguagem ::: Métodos, Procedimentos e Funções

Como usar os argumentos padrões das funções e métodos em Python

Quantidade de visualizações: 6549 vezes
Geralmente quando efetuamos chamadas às funções, nosso código fica responsável por fornecer os valores para os argumentos da função. Em Python é possível termos argumentos padrões, e tais argumentos já podem ter um valor pré-definido. Desta forma, a passagem dos parâmetros se torna opcional. Veja um exemplo:

 
# função com argumento padrão
def erro(msg = "Houve um erro."):
  print(msg)

def main():
  # chamada à função fornecendo o argumento
  erro("Erro desconhecido.")

  # chamada à função sem fornecer o argumento
  erro()  
 
if __name__== "__main__":
  main()

Ao executarmos este exemplo nós teremos o seguinte resultado:

Erro desconhecido.
Houve um erro.

Veja mais um exemplo:

# função com argumentos padrões
def volume(comprimento = 1, largura = 1, altura = 1):
  return (comprimento * largura * altura)

def main():
  # chamada à função fornecendo um argumento
  print(volume(3))

  # chamada à função fornecendo dois argumentos
  print(volume(4, 5))

  # chamada à função fornecendo três argumentos
  print(volume(4, 5, 7))

  # chamada à função fornecendo nenhum argumento
  print(volume())    
 
if __name__== "__main__":
  main()

Ao executarmos este exemplo nós teremos o seguinte resultado:

3
20
140
1

É importante observar que os argumentos padrões devem estar sempre à direita dos demais argumentos. Falhar em cumprir esta exigência pode causar um erro do tipo:

SyntaxError: non-default argument follows default argument



C# ::: Dicas & Truques ::: Arrays e Matrix (Vetores e Matrizes)

C# para iniciantes - Como criar e inicializar um vetor (array) de strings em C#

Quantidade de visualizações: 31591 vezes
Neste dica mostrarei como declarar e inicializar um array (um vetor) de strings na linguagem C#. Veja que se trata de um vetor de nomes de cidades. Depois de inicializar o array com quatro nomes de cidades nós usamos o índice 3 para exibir o nome da quarta cidade.

Veja o código completo para o exemplo:

using System;

namespace Estudos{
  class Program{
    static void Main(string[] args) {
      // cria e inicializa um array de strings
      string[] cidades = {"Goiânia", "São Paulo",
        "Rio de Janeiro", "Curitiba"};

      // exibe o valor do quarto elemento
      Console.WriteLine("A cidade escolhida foi: {0}", cidades[3]);

      Console.WriteLine("\n\nPressione uma tecla para sair...");
      Console.ReadKey();
    }
  }
}

Ao executar este código nós teremos o seguinte resultado:

A cidade escolhida foi: Curitiba


JavaScript ::: DOM (Document Object Model) ::: document Object

JavaScript DOM - Como usar o objeto document em seus códigos JavaScript

Quantidade de visualizações: 6468 vezes
O objeto document representa a página HTML e fornece possibilidades para acessar, criar e manipular todos os elementos HTML no documento. Este objeto está logo abaixo do objeto window na hierarquia do DOM (Document Object Model), ou seja, podemos dizer que este elemento é filho do objeto window. Assim, para acessá-lo a partir de nossos códigos JavaScript podemos usar window.document ou simplesmente document. Veja:

<html>
<head>
<title>Estudos JavaScript</title>
</head>
<body>

<script type="text/javascript">
  // vamos obter o título desta página
  var titulo = window.document.title;

  // vamos exibir o resultado em uma mensagem alert
  window.alert("O título da página é: " + titulo);  
</script>

</body>
</html>


Neste exemplo nós usamos o objeto window para obter o objeto document. O passo seguinte foi obter o valor de sua propriedade title, que é usada para definir ou obter o título da página HTML.

Para obter um elemento em um documento HTML nós podemos usar as coleções (all, anchors, applets, etc), os métodos getElementById(), getElementsByName() e getElementsByTagName() e algumas outras propriedades e métodos. Se precisarmos acessar o elemento body ou html, podemos usar as propriedades document.documentElement e document.body.

Veja um trecho de código no qual acessamos o corpo do documento HTML e definimos sua cor de fundo:

<script type="text/javascript">
  // vamos definir a cor de fundo da página HTML
  window.document.body.bgColor = "Beige";  
</script>


Uma vez que o objeto document é um objeto contâiner para um documento HTML, ele fornece métodos para a crição de novos elementos (por meio do método createElement()), nós textos (createTextNode()) e nós de comentários (createComment()). Depois que um nó (node) é criado, ele pode ser inserido no documento por meio de chamadas aos métodos appendChild() e insertBefore().

Veja um trecho de código no qual usamos o método createElement() para criar um novo elemento div e logo em seguida usamos o método appendChild() para adicionar o elemento recém-criado no final do documento HTML:

<html>
<head>
<title>Estudos JavaScript</title>
</head>
<body>

<script type="text/javascript">
   // vamos criar um novo elemento div
   var elem = document.createElement("div");
   elem.innerHTML = "Sou uma div criada dinâmicamente";
   elem.style.backgroundColor = "beige";

   // vamos adicionar este novo elemento no final do documento
   document.body.appendChild(elem);
</script>

</body>
</html>

Os documentos HTML contidos em elementos frames e iframes possuem seus próprios objetos document. Para obter tais objetos, devemos usar a propriedade contentDocument.


Java ::: Fundamentos da Linguagem ::: Estruturas de Controle

Java para iniciantes - Como usar o laço while da linguagem Java

Quantidade de visualizações: 16039 vezes
O laço while é usado quando queremos executar um bloco de códigos continuamente até uma condição seja verdadeira. Veja sua estrutura:

while(condição){
  // bloco de códigos
}

Diferente de C e C++, a condição a ser testada no while do Java deve sempre retornar um valor boolean. E, muito cuidado deve ser tomado para não produzirmos laços infinitos, ou seja, a condição sendo testada nunca retornará um valor false. Veja um trecho de código no qual exibimos os números pares de 0 a 20:

public class Estudos{
  public static void main(String args[]){
    
    int numero = 0;
    while(numero <= 20){
      System.out.println(numero);
      numero++;
    }

    System.exit(0);
  }
}

Veja outro exemplo no qual o laço while é executado até que o usuário digite "fim":

import java.util.*;

public class Estudos{
  public static void main(String args[]){
    Scanner in = new Scanner(System.in);
    String palavra = "";    

    while(!palavra.equals("fim")){
      System.out.print("Digite uma palavra: ");
      palavra = in.nextLine();
      System.out.println("Você escreveu: " + palavra);
    }

    System.exit(0);
  }
} 

Para finalizar, lembre-se de que o laço while é executado somente enquanto a condição testada for verdadeira. Isso quer dizer que, se na primeira tentativa de execução, a condição já for falsa, o laço nunca será executado.

Carregar Publicações Anteriores


Nossas 20 dicas & truques de programação mais recentes

Últimos Projetos e Códigos Fonte Liberados Para Apoiadores do Site

Últimos Exercícios Resolvidos

Nossas 20 dicas & truques de programação mais populares

JSP (Java Server Pages) - Como obter o endereço IP do visitante

Você também poderá gostar das dicas e truques de programação abaixo

JSP (Java Server Pages) - Aprenda a usar Prepared statements

Quem Somos

Osmar J. Silva
WhatsApp +55 (062) 98553-6711

Goiânia-GO
Full Stack Developer, Professional Java Developer, PHP, C/C++, Python Programmer, wxWidgets Professional C++ Programmer, Freelance Programmer. Formado em Ciência da Computação pela UNIP (Universidade Paulista Campus Goiânia) e cursando Engenharia Elétrica pela PUC-Goiás. Possuo conhecimentos avançados de Java, Python, JavaScript, C, C++, PHP, C#, VB.NET, Delphi, Android, Perl, e várias tecnologias que envolvem o desenvolvimento web, desktop, front-end e back-end. Atuo há mais de 15 anos como programador freelancer, atendendo clientes no Brasil, Portugal, Argentina e vários outros paises.
Entre em contato comigo para, juntos, vermos em que posso contribuir para resolver ou agilizar o desenvolvimento de seus códigos.
José de Angelis
WhatsApp +55 (062) 98243-1195

Goiânia-GO
Formado em Sistemas de Informação pela Faculdade Delta, Pós graduado em Engenharia de Software (PUC MINAS), Pós graduado Marketing Digital (IGTI) com ênfase em Growth Hacking. Mais de 15 anos de experiência em programação Web. Marketing Digital focado em desempenho, desenvolvimento de estratégia competitiva, analise de concorrência, SEO, webvitals, e Adwords, Métricas de retorno. Especialista Google Certificado desde 2011 Possui domínio nas linguagens PHP, C#, JavaScript, MySQL e frameworks Laravel, jQuery, flutter. Atualmente aluno de mestrado em Ciência da Computação (UFG)
Não basta ter um site. É necessário ter um site que é localizado e converte usuários em clientes. Se sua página não faz isso, Fale comigo e vamos fazer uma analise e conseguir resultados mais satisfatórios..

Linguagens Mais Populares

1º lugar: Java
2º lugar: C#
3º lugar: PHP
4º lugar: Delphi
5º lugar: Python
6º lugar: JavaScript
7º lugar: C
8º lugar: C++
9º lugar: VB.NET
10º lugar: JSP (Java Server Pages)



© 2021 Arquivo de Códigos - Todos os direitos reservados | Versión en Español | Versão em Português