Você está aqui: Java ::: Projetos Java Completos - Códigos Fonte Completos Java ::: Projetos Java Programação Orientada a Objetos - Exemplos Java

Simulação de Sistema Bancário usando Programação Orientada a Objetos em Java - Projeto completo com código fonte - Versão console

Quantidade de visualizações: 3998 vezes
Sobre este projeto Java

Durante estes anos que tenho trabalhado como freelancer, mais da metade das requisições dos meus clientes foram ajuda para desenvolver idéias de programação orientada a objetos em Java para projeto de faculdades e universidades.

Com isso percebi que boa parte dos alunos e iniciantes em programação orientada a objetos já entendem toda a teoria. O que lhes falta é prática, ou seja, aplicar estes conhecimentos em aplicações do mundo real.

Pensando nisso, apresento a você um projeto muito interessante e que, se bem entendido e praticado, o ajudará a desenvolver qualquer tipo de aplicação, seja comercial ou para solucionar problemas cotidianos.

O projeto Java apresentado nesta dica é uma simulação completa de um Sistema Bancário, tudo com código fonte em Java, comentado, com variáveis em português, em um nível médio de programação, para facilitar o entendimento de todos.

Nesta simulação nós temos a criação de classes Java, construtores, encapsulamento de dados, agregação e composição, métodos com retorno e sem retorno, variáveis estáticas, variáveis públicas e privadas, e relacionamento entre objetos (um para um, um para muitos, muitos para um) usando ArrayList. Sim, o projeto faz uso extensivo de ArrayList, o que o torna muito rico para o aprendizado e fixação dos conhecimentos da linguagem Java e suas classes principais.

O Diagrama de Classes Java

Antes de falarmos mais sobre o projeto, dê uma boa olhada no seu diagrama de classes:



Como a aplicação está estruturada?

Como podemos ver no diagrama de classes, nós temos uma classe Sistema que contém zero ou vários objetos da classe Banco (relacionamento um para muitos). A classe Banco, por sua vez, possui uma ArrayList de objetos da classe Agência, ou seja, mais um relacionamento um para muitos, já que cada agência pertence a um único banco.

Cada agência pode possuir zero ou mais contas, e cada conta possui um ArrayList de objetos da classe Transação, o que nos permite registrar todas as operações nas contas e emitir o extrato bancário, com os débitos, créditos e transferências entre contas.

Tudo isso é feito por meio de vários menus de opções, como podemos ver na imagem a seguir:



Devo usar ArrayList do Java para desenvolver o sistema?

Sim, objetos da classe ArrayList são perfeitos quando precisamos representar relacionamentos um para muitos e muitos para um. É claro que poderíamos usar vetores de objetos (usando array), mas ficaríamos restritos a tamanhos fixos, enquanto o ArrayList nos permite cadastrar quantos bancos, pessoas, agências e contas quisermos.

Dessa forma, veja, por exemplo, o trecho de código que cria um novo banco:

switch(opcao){
  case 1: // vamos cadastrar um novo banco
    System.out.print("\nNúmero do Banco: ");
    String numeroBanco = entrada.nextLine();
    System.out.print("Nome do Banco: ");
    String nomeBanco = entrada.nextLine();
        
    // vamos incrementar o contador de bancos
    Banco.contadorBancos++;
        
    // agora vamos criar um novo objeto da classe Banco
    Banco b = new Banco(Banco.contadorBancos, nomeBanco,
      numeroBanco);
    // e o adicionamos no ArrayList de bancos
    bancos.add(b);
        
    // e finalmente mostramos uma mensagem de sucesso.
    System.out.println("\nO banco criado com sucesso");
        
    break;


Note que este trecho de código é parte do case da opção Novo Banco do menu Gerenciar Bancos. Veja como usamos uma variável estática contadorBancos da classe Banco para criarmos um valor inteiro auto-incremento que nos permite identificadores únicos para cada banco.

Veja agora mais um trecho de código muito interessante. Trata-se

case 3: // vamos pesquisar uma conta
  System.out.print("\nId, número ou nome cliente da conta: ");
  pesquisaConta = entrada.nextLine();
  // chamamos o método que pesquisa a conta
  temp = pesquisarConta(agenciaAtual, pesquisaConta);
  if(temp == null){ // conta não encotrada
    System.out.println("\nConta não encontrada na agência.");  
  }
  else{
    // mostra a conta encontrada
    System.out.println("\nId da conta bancária: " +
      temp.getId());
    System.out.println("Número da conta: " +
      temp.getNumero());
    System.out.println("Cliente: " + 
      temp.getCliente().getNome());
    System.out.println("Agência: " + agenciaAtual.getNumero() +
      " - " + agenciaAtual.getCidade());
    System.out.println("Banco: " + 
      bancoAtual.getNumero() + " - " + bancoAtual.getNome());
    System.out.println("Saldo atual: " + temp.getSaldo());
    System.out.println("Limite atual: " + temp.getLimite());
  }
        
  break;


Viu que código mais lindo? Note como a Programação Orientada a Objetos em Java nos permite desenvolver idéias de forma bem parecida mesmo ao mundo real.

O fechamento com chave de ouro

O produto final da aplicação Java deverá ser um extrato bancário mostrando os dados da conta escolhida, o histórico de transações com data, tipo da transação e valor, e o saldo atual da conta, com ou sem limite. Veja na imagem abaixo a formatação apresentada (mesmo em modo texto):



Como posso obter este código fonte?

Os links para você baixar todas as versões deste projeto estão abaixo:

1) SBJCNB-A - Sistema Bancário em Java com Código Fonte Versão Console - NetBeans IDE - Faça o Download.

2) SBJCNB-B - Sistema Bancário em Java com Código Fonte Versão Console - Lê e salva os dados em arquivo usando serialização (Serializable), ou seja, os métodos readObject() e writeObject() - NetBeans IDE - Faça o Download.

Não se esqueça: Uma boa forma de estudar o código é fazendo pequenas alterações e rodando para ver os resultados. Outra opção é começar um projeto Java do zero e ir adicionando trechos do código fonte para melhor entendimento de suas partes.


Java ::: Dicas & Truques ::: Strings e Caracteres

Exemplos Java Strings - Como remover um caractere de uma string usando o método deleteCharAt() da classe StringBuffer do Java

Quantidade de visualizações: 14364 vezes
Neste exemplo mostrarei como podemos usar o método deleteCharAt() da classe StringBuffer para remover um determinado caractere de uma palavra, frase ou texto. Observe que a string original é modificada após uma chamada a este método.

Veja o código completo para o exemplo:

Super Pack 10.000 Dicas e Truques de Programação e 500 Exercícios Resolvidos de Programação Este trecho de código ou resolução de exercício está disponível somente para apoiadores

Mas se você não puder nos apoiar agora, role a página e encontrará muito conteúdo gratuíto.

Ao executar este código Java nós teremos o seguinte resultado:

Original: Java
Depois da remoção: Jva


Java ::: Dicas & Truques ::: MIDI Musical Instrument Digital Interface, Mapeamento e sequenciamento MIDI, Entrada e saída MIDI

Java para músicos - Como escrever um MIDI Player em Java (código bem simples e fácil de entender)

Quantidade de visualizações: 12936 vezes
Nesta dica apresento uma aplicação completa para um MIDI Player em Java. Trata-se de uma aplicação console que você pode estudar e implementar a mesma idéia em Java Swing ou JavaFX. Para executar o código abaixo, você só precisa definir o caminho e nome de um arquivo MIDI (extensão .mid).

Veja o código completo e divirta-se:

Super Pack 10.000 Dicas e Truques de Programação e 500 Exercícios Resolvidos de Programação Este trecho de código ou resolução de exercício está disponível somente para apoiadores

Mas se você não puder nos apoiar agora, role a página e encontrará muito conteúdo gratuíto.



Java ::: Lista de Exercícios Resolvidos (Algorítmos Resolvidos) ::: Métodos, Procedimentos e Funções

Exercícios Resolvidos de Java - Métodos - Um método estático que recebe um vetor de inteiros e o exibe

Quantidade de visualizações: 874 vezes
Exercício Resolvido de Java - Métodos - Um método estático que recebe um vetor de inteiros e o exibe

Pergunta/Tarefa:

Escreva um método Java que recebe um vetor de inteiros e o exibe. Este método deverá ter a seguinte assinatura:

Super Pack 10.000 Dicas e Truques de Programação e 500 Exercícios Resolvidos de Programação Este trecho de código ou resolução de exercício está disponível somente para apoiadores

Mas se você não puder nos apoiar agora, role a página e encontrará muito conteúdo gratuíto.
Este método deverá, obrigatoriamente, estar na classe principal (aquela que contém o método main()). Para testar o método, declare e construa um vetor de 5 inteiros. Em seguida peça ao usuário para informar os valores do vetor e o passe para o método exibirVetor().

Sua saída deverá ser parecida com:



Resposta/Solução:

Veja a resolução comentada deste exercício usando Java console:

Super Pack 10.000 Dicas e Truques de Programação e 500 Exercícios Resolvidos de Programação Este trecho de código ou resolução de exercício está disponível somente para apoiadores

Mas se você não puder nos apoiar agora, role a página e encontrará muito conteúdo gratuíto.



Java ::: Reflection (introspecção) e RTI (Runtime Type Information) ::: Passos Iniciais

Saiba o que é Reflexão (Reflection) em Java - Como usar Reflexão (Reflection) na linguagem Java - Revisado

Quantidade de visualizações: 16267 vezes
Reflection (ou Reflexão), também conhecida como RTI (Runtime Type Information) em algumas linguagens, é um mecanismo para descobrir dados a respeito de um programa em tempo de execução. Reflection em Java nos permite descobrir informações sobre atributos ou membros (campos), métodos e construtores de classes. Podemos também operar nos campos e métodos que descobrimos.

A Reflection permite o que é normalmente chamada de programação dinâmica em Java.

A Reflection em Java é conseguida usando a Java Reflection API. Esta API consiste de classes nos pacotes java.lang e java.lang.reflect.

Antes de prosseguirmos, veja um exemplo de como podemos listar todos os métodos públicos da classe Object:

Super Pack 10.000 Dicas e Truques de Programação e 500 Exercícios Resolvidos de Programação Este trecho de código ou resolução de exercício está disponível somente para apoiadores

Mas se você não puder nos apoiar agora, role a página e encontrará muito conteúdo gratuíto.

Ao executarmos este código nós teremos o seguinte resultado:

wait
wait
wait
equals
toString
hashCode
getClass
notify
notifyAll

Eis uma lista das coisas que podemos fazer com a Java Reflection API:

1) Determinar a classe de um objeto;
2) Obter informações sobre os modificadores, campos (atributos), métodos, construtores e superclasses de uma classe;
3) Descobrir quais constantes e declarações de métodos pertencem a uma interface;
4) Criar uma instância de uma classe cujo nome não sabemos até o tempo de execução;
5) Obter e definir o valor do campo de um objeto;
6) Invocar um método em um objeto;
7) Criar um novo array, cujo tamanho e tipo de dados só saberemos em tempo de execução.

A Java Reflection API é geralmente usada para criar ferramentas de desenvolvimento tais como debuggers, class browsers e construtores de GUI. Geralmente, neste tipo de ferramentas, precisamos interagir como classes, objetos, métodos e campos, e não sabemos quais em tempo de compilação. Assim, a aplicação deve, dinamicamente, encontrar e acessar estes itens.

Esta dica foi revisada e testada no Java 8.


Java ::: Reflection (introspecção) e RTI (Runtime Type Information) ::: Passos Iniciais

Como usar o método getMethods() da classe Class - Como listar todos os métodos de uma classe ou interface Java em tempo de execução - Revisado

Quantidade de visualizações: 8479 vezes
O método getMethods() da classe Class permite obter um vetor contendo todos os métodos públicos de uma classe ou interface. Este método retorna um vetor de objetos da classe Method[] e pode atirar uma exceção SecurityException. Veja que os métodos herdados de e por superclasses da classe sendo investigada são também retornados.

O exemplo a seguir mostra como listar todos os métodos públicos da classe javax.swing.JButton (veja como usamos o método getName() da classe Method para obter o nome do método):

Super Pack 10.000 Dicas e Truques de Programação e 500 Exercícios Resolvidos de Programação Este trecho de código ou resolução de exercício está disponível somente para apoiadores

Mas se você não puder nos apoiar agora, role a página e encontrará muito conteúdo gratuíto.

Note que aqui nós estamos usando o método getName() da classe Method para retornar apenas o nome do método. Nesta seção você encontra exemplos de como obter também o tipo de retorno dos métodos de um determinada classe ou interface.

A execução desse código gera uma lista gigante de métodos. Vou mostrá-los abaixo para que você tenha uma idéia do funcionamento real:

getAccessibleContext(), getUIClassID(), isDefaultButton(), isDefaultCapable(), removeNotify(), setDefaultCapable(), updateUI(), getUI(), setAction(), setModel(), setUI(), addActionListener(), addChangeListener(), addItemListener(), doClick(), doClick(), getAction(), getActionCommand(), getActionListeners(), getChangeListeners(), getDisabledIcon(), getDisabledSelectedIcon(), getDisplayedMnemonicIndex(), getHideActionText(), getHorizontalAlignment(), getHorizontalTextPosition(), getIcon(), getIconTextGap(), getItemListeners(), getLabel(), getMargin(), getMnemonic(), getModel(), getMultiClickThreshhold(), getPressedIcon(), getRolloverIcon(), getRolloverSelectedIcon(), getSelectedIcon(), getSelectedObjects(), getText(), getVerticalAlignment(), getVerticalTextPosition(), imageUpdate(), isBorderPainted(), isContentAreaFilled(), isFocusPainted(), isRolloverEnabled(), isSelected(), removeActionListener(), removeChangeListener(), removeItemListener(), setActionCommand(), setBorderPainted(), setContentAreaFilled(), setDisabledIcon(), setDisabledSelectedIcon(), setDisplayedMnemonicIndex(), setEnabled(), setFocusPainted(), setHideActionText(), setHorizontalAlignment(), setHorizontalTextPosition(), setIcon(), setIconTextGap(), setLabel(), setLayout(), setMargin(), setMnemonic(), setMnemonic(), setMultiClickThreshhold(), setPressedIcon(), setRolloverEnabled(), setRolloverIcon(), setRolloverSelectedIcon(), setSelected(), setSelectedIcon(), setText(), setVerticalAlignment(), setVerticalTextPosition(), update(), contains(), getLocation(), print(), getSize(), isOpaque(), disable(), enable(), addAncestorListener(), addNotify(), addVetoableChangeListener(), computeVisibleRect(), createToolTip(), getActionForKeyStroke(), getActionMap(), getAlignmentX(), getAlignmentY(), getAncestorListeners(), getAutoscrolls(), getBaseline(), getBaselineResizeBehavior(), getBorder(), getBounds(), getClientProperty(), getComponentPopupMenu(), getConditionForKeyStroke(), getDebugGraphicsOptions(), getDefaultLocale(), getFontMetrics(), getGraphics(), getHeight(), getInheritsPopupMenu(), getInputMap(), getInputMap(), getInputVerifier(), getInsets(), getInsets(), getMaximumSize(), getMinimumSize(), getNextFocusableComponent(), getPopupLocation(), getPreferredSize(), getRegisteredKeyStrokes(), getToolTipLocation(), getToolTipText(), getToolTipText(), getTopLevelAncestor(), getTransferHandler(), getVerifyInputWhenFocusTarget(), getVetoableChangeListeners(), getVisibleRect(), getWidth(), getX(), getY(), grabFocus(), hide(), isDoubleBuffered(), isLightweightComponent(), isManagingFocus(), isOptimizedDrawingEnabled(), isPaintingForPrint(), isPaintingTile(), isRequestFocusEnabled(), isValidateRoot(), paint(), printAll(), putClientProperty(), registerKeyboardAction(), registerKeyboardAction(), removeAncestorListener(), removeVetoableChangeListener(), requestDefaultFocus(), requestFocus(), requestFocus(), requestFocusInWindow(), resetKeyboardActions(), reshape(), scrollRectToVisible(), setActionMap(), setAutoscrolls(), setBackground(), setBorder(), setComponentPopupMenu(), setDebugGraphicsOptions(), setDefaultLocale(), setDoubleBuffered(), setFocusTraversalKeys(), setFont(), setForeground(), setInheritsPopupMenu(), setInputMap(), setInputVerifier(), setMaximumSize(), setMinimumSize(), setNextFocusableComponent(), setOpaque(), setPreferredSize(), setRequestFocusEnabled(), setToolTipText(), setTransferHandler(), setVerifyInputWhenFocusTarget(), setVisible(), unregisterKeyboardAction(), firePropertyChange(), firePropertyChange(), firePropertyChange(), getRootPane(), getListeners(), paintImmediately(), paintImmediately(), repaint(), repaint(), revalidate(), setAlignmentX(), setAlignmentY(), add(), add(), add(), add(), add(), remove(), remove(), list(), list(), removeAll(), setFocusTraversalPolicyProvider(), transferFocusDownCycle(), validate(), getComponent(), getComponentCount(), getComponents(), getFocusTraversalPolicy(), invalidate(), isFocusCycleRoot(), isFocusCycleRoot(), setFocusTraversalPolicy(), addContainerListener(), applyComponentOrientation(), areFocusTraversalKeysSet(), countComponents(), deliverEvent(), doLayout(), findComponentAt(), findComponentAt(), getComponentAt(), getComponentAt(), getComponentZOrder(), getContainerListeners(), getFocusTraversalKeys(), getLayout(), getMousePosition(), insets(), isAncestorOf(), isFocusTraversalPolicyProvider(), isFocusTraversalPolicySet(), layout(), locate(), minimumSize(), paintComponents(), preferredSize(), printComponents(), removeContainerListener(), setComponentZOrder(), setFocusCycleRoot(), addPropertyChangeListener(), addPropertyChangeListener(), add(), remove(), toString(), getName(), contains(), size(), getLocation(), getParent(), setName(), list(), list(), list(), getSize(), location(), setSize(), setSize(), resize(), resize(), enable(), transferFocus(), transferFocusBackward(), addComponentListener(), addFocusListener(), addHierarchyBoundsListener(), addHierarchyListener(), addInputMethodListener(), addKeyListener(), addMouseListener(), addMouseMotionListener(), addMouseWheelListener(), bounds(), checkImage(), checkImage(), createImage(), createImage(), createVolatileImage(), createVolatileImage(), enableInputMethods(), getColorModel(), getComponentListeners(), getComponentOrientation(), getCursor(), getDropTarget(), getFocusListeners(), getFocusTraversalKeysEnabled(), getHierarchyBoundsListeners(), getHierarchyListeners(), getIgnoreRepaint(), getInputContext(), getInputMethodListeners(), getInputMethodRequests(), getKeyListeners(), getLocale(), getLocationOnScreen(), getMouseListeners(), getMouseMotionListeners(), getMouseWheelListeners(), getToolkit(), gotFocus(), hasFocus(), inside(), isBackgroundSet(), isCursorSet(), isFocusTraversable(), isFontSet(), isForegroundSet(), keyDown(), keyUp(), lostFocus(), mouseDown(), mouseDrag(), mouseEnter(), mouseExit(), mouseMove(), mouseUp(), move(), paintAll(), prepareImage(), prepareImage(), removeComponentListener(), removeFocusListener(), removeHierarchyBoundsListener(), removeHierarchyListener(), removeInputMethodListener(), removeKeyListener(), removeMouseListener(), removeMouseMotionListener(), removeMouseWheelListener(), setComponentOrientation(), setCursor(), setDropTarget(), setFocusTraversalKeysEnabled(), setFocusable(), setIgnoreRepaint(), show(), show(), transferFocusUpCycle(), getBackground(), getBounds(), getFocusCycleRootAncestor(), getFont(), getForeground(), getPeer(), getPropertyChangeListeners(), getPropertyChangeListeners(), getTreeLock(), isDisplayable(), isMaximumSizeSet(), isMinimumSizeSet(), isPreferredSizeSet(), isShowing(), isVisible(), nextFocus(), setBounds(), setBounds(), setLocale(), setLocation(), setLocation(), dispatchEvent(), getGraphicsConfiguration(), getMousePosition(), handleEvent(), isFocusable(), isLightweight(), isValid(), postEvent(), firePropertyChange(), firePropertyChange(), firePropertyChange(), firePropertyChange(), firePropertyChange(), action(), isEnabled(), isFocusOwner(), removePropertyChangeListener(), removePropertyChangeListener(), repaint(), repaint(), repaint(), wait(), wait(), wait(), equals(), hashCode(), getClass(), notify(), notifyAll(),

Esta dica foi revisada e atualizada para o Java 8.


Veja mais Dicas e truques de Java

Dicas e truques de outras linguagens

Quem Somos

Osmar J. Silva
Programador Freelancer
WhatsApp +55 (062) 98553-6711

Goiânia-GO
Programador Freelancer - Full Stack Developer, Professional Java Developer, PHP, C/C++, Python Programmer, wxWidgets Professional C++ Programmer, Freelance Programmer. Formado em Ciência da Computação pela UNIP (Universidade Paulista Campus Goiânia) e cursando Engenharia Elétrica pela PUC-Goiás. Possuo conhecimentos avançados de Java, Python, JavaScript, C, C++, PHP, C#, VB.NET, Delphi, Android, Perl, e várias tecnologias que envolvem o desenvolvimento web, desktop, front-end e back-end. Atuo há mais de 15 anos como programador freelancer, atendendo clientes no Brasil, Portugal, Argentina e vários outros paises.
Entre em contato comigo para, juntos, vermos em que posso contribuir para resolver ou agilizar o desenvolvimento de seus códigos.
José de Angelis
Programador Freelancer
WhatsApp +55 (062) 98243-1195

Goiânia-GO
Programador Freelancer - Formado em Sistemas de Informação pela Faculdade Delta, Pós graduado em Engenharia de Software (PUC MINAS), Pós graduado Marketing Digital (IGTI) com ênfase em Growth Hacking. Mais de 15 anos de experiência em programação Web. Marketing Digital focado em desempenho, desenvolvimento de estratégia competitiva, analise de concorrência, SEO, webvitals, e Adwords, Métricas de retorno. Especialista Google Certificado desde 2011 Possui domínio nas linguagens PHP, C#, JavaScript, MySQL e frameworks Laravel, jQuery, flutter. Atualmente aluno de mestrado em Ciência da Computação (UFG)
Não basta ter um site. É necessário ter um site que é localizado e converte usuários em clientes. Se sua página não faz isso, Fale comigo e vamos fazer uma analise e conseguir resultados mais satisfatórios..

Linguagens Mais Populares

1º lugar: Java
2º lugar: C#
3º lugar: Delphi
4º lugar: PHP
5º lugar: Python
6º lugar: JavaScript
7º lugar: C
8º lugar: C++
9º lugar: VB.NET
10º lugar: JSP (Java Server Pages)



© 2021 Arquivo de Códigos - Todos os direitos reservados | Versión en Español | Versão em Português