Forneço ajuda em Java, C/C++, Python, C#, Delphi, VB.NET
+55 (062) 98553-6711
Forneço ajuda em PHP, Python, C#, Google Ads e SEO
+55 (062) 98243-1195

Você está aqui: C# ::: Soquetes, Internet, E-mail, Rede, etc ::: HttpWebResponse

Entenda e aprenda a usar a classe HttpWebResponse em seus programas C#

Quantidade de visualizações: 6739 vezes
A classe HttpWebResponse fornece uma implementação específica da classe WebResponse para o protocolo HTTP. Veja sua posição na hierarquia de classes do .NET Framework:

----------------------------------------------------------------------
Se precisar de ajuda com o código abaixo, pode me chamar
no WhatsApp +55 (62) 98553-6711 (Osmar)
----------------------------------------------------------------------

System.Object
  System.MarshalByRefObject
    System.Net.WebResponse
      System.Net.HttpWebResponse

Esta classe também implementa a interface ISerializable.

Esta classe contém suporte para uso no protocolo HTTP das propriedades e métodos da classe WebResponse. Objetos da classe HttpWebResponse são usados na construção de aplicações cliente stand-alone que enviam requisições HTTP e recebem respostas HTTP.

É importante observar que nunca criamos uma instância da classe HttpWebResponse diretamente. Em vez disso, usamos a instância retornada pelo método GetResponse() da classe HttpWebRequest. Veja:

----------------------------------------------------------------------
Se precisar de ajuda com o código abaixo, pode me chamar
no WhatsApp +55 (62) 98553-6711 (Osmar)
----------------------------------------------------------------------

static void Main(string[] args){
  // vamos definir a URL a ser acessada
  string url = "http://www.arquivodecodigos.net/testes.php";

  // vamos criar um objeto HttpWebRequest  
  HttpWebRequest httpRequest = (HttpWebRequest)WebRequest.Create(url);

  // vamos obter uma instância da classe HttpWebResponse
  HttpWebResponse httpWebResponse = (HttpWebResponse)httpRequest.GetResponse();

  // vamos obter a data da última modificação da página acessada
  DateTime dataModificacao = httpWebResponse.LastModified;

  // vamos exibir o resultado
  Console.WriteLine("A data da última atualização foi: " +
    dataModificacao.ToString());

  Console.Write("\n\nPressione uma tecla para sair...");
  Console.ReadKey();
}

Neste trecho de código nós tiramos proveito da propriedade LastModified da classe HttpWebResponse para retornar a data e hora da última atualização do recurso acessado.

Link para compartilhar na Internet ou com seus amigos:

Java ::: Reflection (introspecção) e RTI (Runtime Type Information) ::: Passos Iniciais

Como usar o método getMethods() da classe Class - Como listar todos os métodos de uma classe ou interface Java em tempo de execução - Revisado

Quantidade de visualizações: 9080 vezes
O método getMethods() da classe Class permite obter um vetor contendo todos os métodos públicos de uma classe ou interface. Este método retorna um vetor de objetos da classe Method[] e pode atirar uma exceção SecurityException. Veja que os métodos herdados de e por superclasses da classe sendo investigada são também retornados.

O exemplo a seguir mostra como listar todos os métodos públicos da classe javax.swing.JButton (veja como usamos o método getName() da classe Method para obter o nome do método):

----------------------------------------------------------------------
Se precisar de ajuda com o código abaixo, pode me chamar
no WhatsApp +55 (62) 98553-6711 (Osmar)
----------------------------------------------------------------------

package arquivodecodigos;

import java.lang.reflect.*;
 
public class Estudos{
  public static void main(String args[]){
    // vamos carregar a classe JButton
    try{
      Class c = Class.forName("javax.swing.JButton");
 
      // obtém os nomes dos métodos
      Method[] metodos = c.getMethods(); 
 
      // exibe o nome de cada método
      for(int i = 0; i < metodos.length; i++){
        System.out.println(metodos[i].getName() + ", "); 
      }
    }
    catch(ClassNotFoundException e){
      System.out.println(e.getMessage()); 
    }
 
    System.exit(0);
  }
} 

Note que aqui nós estamos usando o método getName() da classe Method para retornar apenas o nome do método. Nesta seção você encontra exemplos de como obter também o tipo de retorno dos métodos de um determinada classe ou interface.

A execução desse código gera uma lista gigante de métodos. Vou mostrá-los abaixo para que você tenha uma idéia do funcionamento real:

getAccessibleContext(), getUIClassID(), isDefaultButton(), isDefaultCapable(), removeNotify(), setDefaultCapable(), updateUI(), getUI(), setAction(), setModel(), setUI(), addActionListener(), addChangeListener(), addItemListener(), doClick(), doClick(), getAction(), getActionCommand(), getActionListeners(), getChangeListeners(), getDisabledIcon(), getDisabledSelectedIcon(), getDisplayedMnemonicIndex(), getHideActionText(), getHorizontalAlignment(), getHorizontalTextPosition(), getIcon(), getIconTextGap(), getItemListeners(), getLabel(), getMargin(), getMnemonic(), getModel(), getMultiClickThreshhold(), getPressedIcon(), getRolloverIcon(), getRolloverSelectedIcon(), getSelectedIcon(), getSelectedObjects(), getText(), getVerticalAlignment(), getVerticalTextPosition(), imageUpdate(), isBorderPainted(), isContentAreaFilled(), isFocusPainted(), isRolloverEnabled(), isSelected(), removeActionListener(), removeChangeListener(), removeItemListener(), setActionCommand(), setBorderPainted(), setContentAreaFilled(), setDisabledIcon(), setDisabledSelectedIcon(), setDisplayedMnemonicIndex(), setEnabled(), setFocusPainted(), setHideActionText(), setHorizontalAlignment(), setHorizontalTextPosition(), setIcon(), setIconTextGap(), setLabel(), setLayout(), setMargin(), setMnemonic(), setMnemonic(), setMultiClickThreshhold(), setPressedIcon(), setRolloverEnabled(), setRolloverIcon(), setRolloverSelectedIcon(), setSelected(), setSelectedIcon(), setText(), setVerticalAlignment(), setVerticalTextPosition(), update(), contains(), getLocation(), print(), getSize(), isOpaque(), disable(), enable(), addAncestorListener(), addNotify(), addVetoableChangeListener(), computeVisibleRect(), createToolTip(), getActionForKeyStroke(), getActionMap(), getAlignmentX(), getAlignmentY(), getAncestorListeners(), getAutoscrolls(), getBaseline(), getBaselineResizeBehavior(), getBorder(), getBounds(), getClientProperty(), getComponentPopupMenu(), getConditionForKeyStroke(), getDebugGraphicsOptions(), getDefaultLocale(), getFontMetrics(), getGraphics(), getHeight(), getInheritsPopupMenu(), getInputMap(), getInputMap(), getInputVerifier(), getInsets(), getInsets(), getMaximumSize(), getMinimumSize(), getNextFocusableComponent(), getPopupLocation(), getPreferredSize(), getRegisteredKeyStrokes(), getToolTipLocation(), getToolTipText(), getToolTipText(), getTopLevelAncestor(), getTransferHandler(), getVerifyInputWhenFocusTarget(), getVetoableChangeListeners(), getVisibleRect(), getWidth(), getX(), getY(), grabFocus(), hide(), isDoubleBuffered(), isLightweightComponent(), isManagingFocus(), isOptimizedDrawingEnabled(), isPaintingForPrint(), isPaintingTile(), isRequestFocusEnabled(), isValidateRoot(), paint(), printAll(), putClientProperty(), registerKeyboardAction(), registerKeyboardAction(), removeAncestorListener(), removeVetoableChangeListener(), requestDefaultFocus(), requestFocus(), requestFocus(), requestFocusInWindow(), resetKeyboardActions(), reshape(), scrollRectToVisible(), setActionMap(), setAutoscrolls(), setBackground(), setBorder(), setComponentPopupMenu(), setDebugGraphicsOptions(), setDefaultLocale(), setDoubleBuffered(), setFocusTraversalKeys(), setFont(), setForeground(), setInheritsPopupMenu(), setInputMap(), setInputVerifier(), setMaximumSize(), setMinimumSize(), setNextFocusableComponent(), setOpaque(), setPreferredSize(), setRequestFocusEnabled(), setToolTipText(), setTransferHandler(), setVerifyInputWhenFocusTarget(), setVisible(), unregisterKeyboardAction(), firePropertyChange(), firePropertyChange(), firePropertyChange(), getRootPane(), getListeners(), paintImmediately(), paintImmediately(), repaint(), repaint(), revalidate(), setAlignmentX(), setAlignmentY(), add(), add(), add(), add(), add(), remove(), remove(), list(), list(), removeAll(), setFocusTraversalPolicyProvider(), transferFocusDownCycle(), validate(), getComponent(), getComponentCount(), getComponents(), getFocusTraversalPolicy(), invalidate(), isFocusCycleRoot(), isFocusCycleRoot(), setFocusTraversalPolicy(), addContainerListener(), applyComponentOrientation(), areFocusTraversalKeysSet(), countComponents(), deliverEvent(), doLayout(), findComponentAt(), findComponentAt(), getComponentAt(), getComponentAt(), getComponentZOrder(), getContainerListeners(), getFocusTraversalKeys(), getLayout(), getMousePosition(), insets(), isAncestorOf(), isFocusTraversalPolicyProvider(), isFocusTraversalPolicySet(), layout(), locate(), minimumSize(), paintComponents(), preferredSize(), printComponents(), removeContainerListener(), setComponentZOrder(), setFocusCycleRoot(), addPropertyChangeListener(), addPropertyChangeListener(), add(), remove(), toString(), getName(), contains(), size(), getLocation(), getParent(), setName(), list(), list(), list(), getSize(), location(), setSize(), setSize(), resize(), resize(), enable(), transferFocus(), transferFocusBackward(), addComponentListener(), addFocusListener(), addHierarchyBoundsListener(), addHierarchyListener(), addInputMethodListener(), addKeyListener(), addMouseListener(), addMouseMotionListener(), addMouseWheelListener(), bounds(), checkImage(), checkImage(), createImage(), createImage(), createVolatileImage(), createVolatileImage(), enableInputMethods(), getColorModel(), getComponentListeners(), getComponentOrientation(), getCursor(), getDropTarget(), getFocusListeners(), getFocusTraversalKeysEnabled(), getHierarchyBoundsListeners(), getHierarchyListeners(), getIgnoreRepaint(), getInputContext(), getInputMethodListeners(), getInputMethodRequests(), getKeyListeners(), getLocale(), getLocationOnScreen(), getMouseListeners(), getMouseMotionListeners(), getMouseWheelListeners(), getToolkit(), gotFocus(), hasFocus(), inside(), isBackgroundSet(), isCursorSet(), isFocusTraversable(), isFontSet(), isForegroundSet(), keyDown(), keyUp(), lostFocus(), mouseDown(), mouseDrag(), mouseEnter(), mouseExit(), mouseMove(), mouseUp(), move(), paintAll(), prepareImage(), prepareImage(), removeComponentListener(), removeFocusListener(), removeHierarchyBoundsListener(), removeHierarchyListener(), removeInputMethodListener(), removeKeyListener(), removeMouseListener(), removeMouseMotionListener(), removeMouseWheelListener(), setComponentOrientation(), setCursor(), setDropTarget(), setFocusTraversalKeysEnabled(), setFocusable(), setIgnoreRepaint(), show(), show(), transferFocusUpCycle(), getBackground(), getBounds(), getFocusCycleRootAncestor(), getFont(), getForeground(), getPeer(), getPropertyChangeListeners(), getPropertyChangeListeners(), getTreeLock(), isDisplayable(), isMaximumSizeSet(), isMinimumSizeSet(), isPreferredSizeSet(), isShowing(), isVisible(), nextFocus(), setBounds(), setBounds(), setLocale(), setLocation(), setLocation(), dispatchEvent(), getGraphicsConfiguration(), getMousePosition(), handleEvent(), isFocusable(), isLightweight(), isValid(), postEvent(), firePropertyChange(), firePropertyChange(), firePropertyChange(), firePropertyChange(), firePropertyChange(), action(), isEnabled(), isFocusOwner(), removePropertyChangeListener(), removePropertyChangeListener(), repaint(), repaint(), repaint(), wait(), wait(), wait(), equals(), hashCode(), getClass(), notify(), notifyAll(),

Esta dica foi revisada e atualizada para o Java 8.


R ::: Dicas de Estudo e Anotações ::: Variáveis e Constantes

Como usar a função class() da linguagem R para verificar o tipo de dados de uma variável

Quantidade de visualizações: 884 vezes
Na linguagem R nós não precisamos informar o tipo de dados de uma variável no momento de sua declaração e, consequentemente, atribuição de seu valor inicial. No entanto, a linguagem permite que as variáveis, no decorrer da execução do programa, assumam outros tipos de dados.

Dessa forma, em várias situações nós podemos precisar verificar qual o tipo de dados armazenado em um variável em um determinado momento, talvez, com o propósito de não assumir riscos durante um cálculo envolvendo inteiros e decimais.

A função class() da linguagem R recebe o nome de uma variável e nos informa o seu tipo de dados. Veja um exemplo de seu uso:

----------------------------------------------------------------------
Se precisar de ajuda com o código abaixo, pode me chamar
no WhatsApp +55 (62) 98553-6711 (Osmar)
----------------------------------------------------------------------

> x <- 10 [ENTER]
> class(x) [ENTER]
[1] "numeric"
> x <- "Java" [ENTER]
> class(x) [ENTER]
[1] "character"
> x <- TRUE [ENTER]
> class(x) [ENTER]
[1] "logical"
> x <- 5L [ENTER]
> class(x) [ENTER]
[1] "integer"
> 

Execute estas linhas na janela de comandos do R ou em um script e veja como a variável x assumiu, no decorrer da execução, os tipos numeric, character, logical e integer.


Delphi ::: Dicas & Truques ::: Rotinas de Conversão

Como converter um valor inteiro em um caractere usando a função Chr() do Delphi

Quantidade de visualizações: 14053 vezes
Em algumas situações precisamos converter um valor inteiro em um caractere, ou seja, uma letra, símbolo, dígito, etc. Para isso podemos usar a função Chr() do Delphi. Esta função recebe um valor inteiro e retorna seu caractere correspondente de acordo com a tabela ASCII.

Vamos ver um exemplo? Eis um trecho de código que declara uma variável do tipo Integer e depois a converte para um caractere:

----------------------------------------------------------------------
Se precisar de ajuda com o código abaixo, pode me chamar
no WhatsApp +55 (62) 98553-6711 (Osmar)
----------------------------------------------------------------------

procedure TForm3.Button2Click(Sender: TObject);
var
  valor: Integer;
  letra: Char;
begin
  // vamos atribuir à variável valor o número 70
  valor := 70;

  // vamos converter este valor para um caractere
  // o resultado será a letra F
  letra := Chr(valor);

  // vamos mostrar o resultado
  ShowMessage(letra);
end;

Ao executar este código teremos o valor 70 convertido para a letra "F". Note que também é possível converter um valor inteiro em um caractere usando uma conversão forçada (cast) para o tipo Char. Veja:

----------------------------------------------------------------------
Se precisar de ajuda com o código abaixo, pode me chamar
no WhatsApp +55 (62) 98553-6711 (Osmar)
----------------------------------------------------------------------

procedure TForm3.Button2Click(Sender: TObject);
var
  valor: Integer;
  letra: Char;
begin
  // vamos atribuir à variável valor o número 70
  valor := 70;

  // vamos converter este valor para um caractere
  // o resultado será a letra F
  letra := Char(valor);

  // vamos mostrar o resultado
  ShowMessage(letra);
end;

Neste segundo trecho de código nós conseguimos o mesmo resultado do código anterior, mas, sem usar a função Chr().


Lisp ::: Fundamentos da Linguagem ::: Estruturas de Controle

Como usar o laço loop for da linguagem Lisp

Quantidade de visualizações: 466 vezes
O laço for loop da linguagem Common Lisp é usado quando sabemos exatamente quantas vezes uma instrução ou um grupo de instruções deve ser repetido. Este laço é similar ao laço for encontrado na maioria das linguagens de programação.

Vamos começar vendo um laço for loop que conta de 1 até 10:

----------------------------------------------------------------------
Se precisar de ajuda com o código abaixo, pode me chamar
no WhatsApp +55 (62) 98553-6711 (Osmar)
----------------------------------------------------------------------

; Um laço for loop que conta de 1 até 10
(loop for i from 1 to 10
  do (print i)
)

Ao executar este código Common Lisp nós teremos o seguinte resultado:

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10

Agora veja o mesmo laço usado para contar de 10 até 1, ou seja, em ordem decrescente:

----------------------------------------------------------------------
Se precisar de ajuda com o código abaixo, pode me chamar
no WhatsApp +55 (62) 98553-6711 (Osmar)
----------------------------------------------------------------------

; Um laço for loop que conta de 10 até 1
(loop for i from 10 downto 1
  do (print i)
)

Note que, agora, eu troquei "to" por "downto" para que a variável de controle fosse decrementada, em vez de incrementada. Dessa forma, ao executarmos este código Common Lisp, o resultado será:

10
9
8
7
6
5
4
3
2
1


VB.NET ::: Dicas & Truques ::: Matemática e Estatística

Como verificar se um número é par ou ímpar em VB.NET

Quantidade de visualizações: 20451 vezes
Em várias situações nós lidamos com códigos VB.NET nos quais precisamos verificar se um determinado valor é par ou ímpar. Para efetuar este teste, nós só precisamos usar o operador Mod, que retorna o resto de uma divisão envolvendo inteiros. Assim, se o resto da divisão for 0, sabemos que o número é par e, em caso contrário, será ímpar.

Veja o código completo para o exemplo que lê um número e informa se ele é par ou ímpar:

----------------------------------------------------------------------
Se precisar de ajuda com o código abaixo, pode me chamar
no WhatsApp +55 (62) 98553-6711 (Osmar)
----------------------------------------------------------------------

Imports System

Module Program
  Sub Main(args As String())
    Dim valor As Integer

    Console.Write("Informe um número inteiro: ")
    valor = Val(Console.ReadLine())

    If valor Mod 2 = 0 Then
      Console.WriteLine("O número é par")
    Else
      Console.WriteLine("O número é ímpar")
    End If

    Console.WriteLine("\nPressione qualquer tecla para sair...")
    ' pausa o programa
    Console.ReadKey()
  End Sub
End Module

Ao executar este código VB.NET nós teremos o seguinte resultado:

Informe um número inteiro: 38
O número é par
Pressione qualquer tecla para sair...


Desafios, Exercícios e Algoritmos Resolvidos de VB.NET

Veja mais Dicas e truques de VB.NET

Dicas e truques de outras linguagens

Códigos Fonte

Programa de Gestão Financeira Controle de Contas a Pagar e a Receber com Cadastro de Clientes e FornecedoresSoftware de Gestão Financeira com código fonte em PHP, MySQL, Bootstrap, jQuery - Inclui cadastro de clientes, fornecedores e ticket de atendimento
Diga adeus às planilhas do Excel e tenha 100% de controle sobre suas contas a pagar e a receber, gestão de receitas e despesas, cadastro de clientes e fornecedores com fotos e histórico de atendimentos. Código fonte completo e funcional, com instruções para instalação e configuração do banco de dados MySQL. Fácil de modificar e adicionar novas funcionalidades. Clique aqui e saiba mais
Controle de Estoque completo com código fonte em PHP, MySQL, Bootstrap, jQuery - 100% funcional e fácil de modificar e implementar novas funcionalidadesControle de Estoque completo com código fonte em PHP, MySQL, Bootstrap, jQuery - 100% funcional e fácil de modificar e implementar novas funcionalidades
Tenha o seu próprio sistema de controle de estoque web. com cadastro de produtos, categorias, fornecedores, entradas e saídas de produtos, com relatórios por data, margem de lucro e muito mais. Código simples e fácil de modificar. Acompanha instruções para instalação e criação do banco de dados MySQL. Clique aqui e saiba mais

Linguagens Mais Populares

1º lugar: Java
2º lugar: Python
3º lugar: C#
4º lugar: PHP
5º lugar: Delphi
6º lugar: C
7º lugar: JavaScript
8º lugar: C++
9º lugar: VB.NET
10º lugar: Ruby



© 2024 Arquivo de Códigos - Todos os direitos reservados
Neste momento há 67 usuários muito felizes estudando em nosso site.