Você está aqui: Java ::: Lista de Exercícios Resolvidos (Algorítmos Resolvidos) ::: Métodos, Procedimentos e Funções

Métodos - Exercícios Resolvidos 7 - Um método estático que recebe a nota de um aluno e a classifique como A, B, C, D ou E

Quantidade de visualizações: 1574 vezes
Pergunta/Tarefa:

Escreva um método Java que recebe a nota de um aluno como um double e a classifique e retorne um char de acordo com as seguintes regras:

1) Maior ou igual a 9,00 - A
2) Maior ou igual a 8,0 e menor que 9,0 - B
3) Maior ou igual a 7,0 e menor que 8,0 - C
4) Maior ou igual a 6,0 e menor que 7,0 - D
5) Menor que 6,0 - E

Seu método deverá possuir a seguinte assinatura:

public static char classificarNota(double nota){
  // sua implementação aqui
}
Este método deverá, obrigatoriamente, estar na classe principal (aquela que contém o método main()). Peça ao usuário para fornecer uma nota, passe-a para o método e mostre seu retorno.

Sua saída deverá ser parecida com:

:

Resposta/Solução:

Veja a resolução comentada deste exercício usando Java console:

package estudos;

import java.util.Scanner;

public class Estudos {
  public static void main(String[] args) {
    Scanner entrada = new Scanner(System.in);
    
    // vamos solicitar que o usuário informe a nota do aluno
    System.out.print("Informe a nota do aluno: ");
    double nota = Double.parseDouble(entrada.nextLine());
    
    // a nota está dentro da faixa esperada?
    if((nota < 0) || (nota > 10)){
      System.out.println("A nota esta fora da faixa esperada.");  
    }
    else{
      System.out.println("A classificação desta nota é: " + classificarNota(nota));
    }
    
    System.out.println("\n");
  }
  
  // método estático que recebe uma nota como um double e retorna uma letra de
  // classificação
  public static char classificarNota(double nota){
    char letra = 'A';
    
    if(nota < 6.0){
      letra = 'E';  
    }
    else if((nota >= 6.0) && (nota < 7.0)){
      letra = 'D';  
    }
    else if((nota >= 7.0) && (nota < 8.0)){
      letra = 'C';  
    }
    else if((nota >= 8.0) && (nota < 9.0)){
      letra = 'B';  
    }
    else{
      letra = 'A';  
    }
    
    return letra;
  }
}



Java ::: Pacote java.lang ::: String

Java Avançado - Como usar o método getBytes() da classe String para obter uma sequência de valores do tipo byte

Quantidade de visualizações: 6612 vezes
Em algumas situações gostaríamos de obter os caracteres de uma string como uma representação de inteiros em bytes. Para isso podemos usar o método getBytes(). Veja sua assinatura:

public byte[] getBytes()
Este método é chamado em uma instância da classe String e seu retorno é um array (matriz) do tipo byte. Veja um exemplo:

public class Main {
  public static void main(String[] args) {
    // vamos declarar um objeto da classe String
    String palavra = "Arquivo";
	
    // vamos obter os bytes usados na palavra anterior
    byte bytes[] = palavra.getBytes();

    // vamos percorrer a matriz de bytes e mostrá-los individualmente
    for(int i = 0; i < bytes.length; i++){
       System.out.print(bytes[i] + "   ");
    }
  }
}

Ao executarmos este código teremos o seguinte resultado:

65 114 113 117 105 118 111

De fato, o valor 65 é o código inteiro para o caractere "A". É importante observar que alguns caracteres não cabem em um byte (que possui o valor 127 como maior valor inteiro). Isso resulta na conversão para valores negativos.

Há outras duas sobrecargas do método getBytes() da classe String. A primeira:

byte[] getBytes(Charset charset)
nos permite especificar o conjunto de caracteres a ser usado na conversão como um objeto da classe Charset. A segunda:

byte[] getBytes(String charsetName)
nos permite especificar o nome do conjunto de caracteres como uma String.


Java ::: Lista de Exercícios Resolvidos (Algorítmos Resolvidos) ::: Arrays e Matrix (Vetores e Matrizes)

Vetores e Matrizes - Exercícios Resolvidos de Java - Ex. 16 - Criando dois vetores de int de forma que a soma dos elementos individuais de cada vetor seja igual a 30

Quantidade de visualizações: 8651 vezes
Pergunta/Tarefa:

Considere os seguintes vetores:

// dois vetores de 5 inteiros cada
int a[] = {50, -2, 9, 5, 17};
int b[] = new int[5];
Escreva um programa Java GUI ou console que preencha o segundo vetor de forma que a soma dos respectivos elementos individuais de cada vetor seja igual a 30. Sua saída deverá ser algo como:

Valores no vetor a: 50   -2   9   5   17   
Valores no vetor b: -20   32   21   25   13
Resposta/Solução:

Veja a resolução comentada deste exercício usando Java console:

package estudos;

public class Estudos {
  public static void main(String[] args) {
    // dois vetores de 5 inteiros cada
    int a[] = {50, -2, 9, 5, 17};
    int b[] = new int[5];
    
    // vamos preencher o segundo vetor de forma que a soma dos
    // valores de seus elementos seja 30
    for(int i = 0; i < b.length; i++){
      b[i] = 30 - a[i];  
    }
    
    // vamos mostrar o resultado
    System.out.print("Valores no vetor a: ");
    for(int i = 0; i < a.length; i++){
      System.out.print(a[i] + "   ");  
    }
    
    System.out.print("\nValores no vetor b: ");
    for(int i = 0; i < b.length; i++){
      System.out.print(b[i] + "   ");  
    }
    
    System.out.println();
  }
}



Java ::: Java + MySQL ::: Metadados da Base de Dados (Database Metadata)

Java MySQL - Como obter os tipos de dados suportados pelo MySQL e seus correspondentes JDBC usando o método getTypeInfo() da interface DatabaseMetaData

Quantidade de visualizações: 4893 vezes
Em algumas situações precisamos obter os tipos de dados suportados pelo MySQL e mapeá-los para seus correspondentes JDBC. Esta não é uma tarefa fácil, mas que, com uma pequena ajuda dos recursos de reflexão do Java, pode ser realizada depois de algumas xícaras de café.

O primeiro passo é obter os tipos de dados suportados pelo MySQL com uma chamada ao método getTypeInfo() da interface DatabaseMetaData. Os campos do ResultSet que nos interessam são TYPE_NAME e DATA_TYPE. TYPE_NAME traz o nome do tipo de dados no MySQL enquanto DATA_TYPE traz o tipo JDBC correspondente como um inteiro. Assim, o que temos que fazer é usar reflexão para obter todos os campos da classe java.sql.Types e efetuar um mapeamento entre os tipos.

Veja o código completo para o exemplo:

package estudosbancodados;

import java.lang.reflect.Field;
import java.sql.*;
import java.util.HashMap;
import java.util.Map;

public class EstudosBancoDados{
  static Map mapa; // usado para mapear os tipos JDBC
  
  public static void main(String[] args) {
    // strings de conexão
    String databaseURL = "jdbc:mysql://localhost/estudos";
    String usuario = "root";
    String senha = "osmar1234";
    String driverName = "com.mysql.jdbc.Driver";

    try {
      Class.forName(driverName).newInstance();
      Connection conn = DriverManager.getConnection(databaseURL, usuario, senha);

      // vamos obter um objeto da classe com.mysql.jdbc.DatabaseMetaData
      DatabaseMetaData dbmd = conn.getMetaData();

      // vamos obter os tipos de dados suportados por esta versão do MySQL
      // e seus correspondentes JDBC
      ResultSet tiposDados = dbmd.getTypeInfo();
      while(tiposDados.next()){
        System.out.println("MySQL: " + tiposDados.getString("TYPE_NAME") + " - JDBC: " 
          + getJdbcTypeName(Integer.parseInt(tiposDados.getString("DATA_TYPE"))));
      }
      
      // vamos fechar o ResultSet
      tiposDados.close();
    }
    catch (SQLException ex) {
      System.out.println("SQLException: " + ex.getMessage());
      System.out.println("SQLState: " + ex.getSQLState());
      System.out.println("VendorError: " + ex.getErrorCode());
    }
    catch (Exception e) {
      System.out.println("Problemas ao tentar conectar com o banco de dados: " + e);
    }
  }

  // Este método retorna o nome de um tipo JDBC
  // O retorno é null se o tipo JDBC não puder ser reconhecido
  public static String getJdbcTypeName(int jdbcType){
    // vamos usar reflection para mapear valores inteiros a seus nomes
    if(mapa == null) {
      mapa = new HashMap();

      // vamos obter todos os campos da classe java.sql.Types
      Field[] campos = java.sql.Types.class.getFields();
      
      // vamos percorrer os campos
      for(int i = 0; i < campos.length; i++){
        try{
          // vamos obter o nome do campo
          String nome = campos[i].getName();

          // vamos obter o valor do campo
          Integer valor = (Integer)campos[i].get(null);

          // vamos adicionar ao mapa
          mapa.put(valor, nome);
        }
        catch(IllegalAccessException e){
          System.out.println("Ops: " + e.getMessage());
        }
      }
    }

    // vamos retornar o nome do tipo JDBC
    return (String)mapa.get(new Integer(jdbcType));
  }
}

O resultado da execução deste código foi:

MySQL: BIT - JDBC: BIT
MySQL: BOOL - JDBC: BIT
MySQL: TINYINT - JDBC: TINYINT
MySQL: TINYINT UNSIGNED - JDBC: TINYINT
MySQL: BIGINT - JDBC: BIGINT
MySQL: BIGINT UNSIGNED - JDBC: BIGINT
MySQL: LONG VARBINARY - JDBC: LONGVARBINARY
MySQL: MEDIUMBLOB - JDBC: LONGVARBINARY
MySQL: LONGBLOB - JDBC: LONGVARBINARY
MySQL: BLOB - JDBC: LONGVARBINARY
MySQL: TINYBLOB - JDBC: LONGVARBINARY
MySQL: VARBINARY - JDBC: VARBINARY
MySQL: BINARY - JDBC: BINARY
MySQL: LONG VARCHAR - JDBC: LONGVARCHAR
MySQL: MEDIUMTEXT - JDBC: LONGVARCHAR
MySQL: LONGTEXT - JDBC: LONGVARCHAR
MySQL: TEXT - JDBC: LONGVARCHAR
MySQL: TINYTEXT - JDBC: LONGVARCHAR
MySQL: CHAR - JDBC: CHAR
MySQL: NUMERIC - JDBC: NUMERIC
MySQL: DECIMAL - JDBC: DECIMAL
MySQL: INTEGER - JDBC: INTEGER
MySQL: INTEGER UNSIGNED - JDBC: INTEGER
MySQL: INT - JDBC: INTEGER
MySQL: INT UNSIGNED - JDBC: INTEGER
MySQL: MEDIUMINT - JDBC: INTEGER
MySQL: MEDIUMINT UNSIGNED - JDBC: INTEGER
MySQL: SMALLINT - JDBC: SMALLINT
MySQL: SMALLINT UNSIGNED - JDBC: SMALLINT
MySQL: FLOAT - JDBC: REAL
MySQL: DOUBLE - JDBC: DOUBLE
MySQL: DOUBLE PRECISION - JDBC: DOUBLE
MySQL: REAL - JDBC: DOUBLE
MySQL: VARCHAR - JDBC: VARCHAR
MySQL: ENUM - JDBC: VARCHAR
MySQL: SET - JDBC: VARCHAR
MySQL: DATE - JDBC: DATE
MySQL: TIME - JDBC: TIME
MySQL: DATETIME - JDBC: TIMESTAMP
MySQL: TIMESTAMP - JDBC: TIMESTAMP


Java ::: Dicas & Truques ::: Strings e Caracteres

Como quebrar (separar) uma string em palavras usando um objeto da classe StringTokenizer do Java

Quantidade de visualizações: 11063 vezes
Nesta dica mostrarei como é possível usar um objeto da classe StringTokenizer da linguagem Java para quebrar uma frase em palavras, ou seja, separar as palavras de uma frase e acessá-las individualmente.

Note como usei o método hasMoreTokens() dentro de um laço while para verificar se ainda há partes da string a ser acessada. Caso o retorno seja verdadeiro, uma chamada à nextToken() nos retorna a palavra atual, a qual exibimos na tela.

Veja o código completo para o exemplo:

package arquivodecodigos;

import java.util.*;
 
public class Estudos{
  public static void main(String args[]){
    String frase = "Gosto de programar em Java";
    System.out.println("A frase é: " + frase);
    StringTokenizer parser = new StringTokenizer(frase);
    
    System.out.println("\nSuas partes individuais:");
    while(parser.hasMoreTokens()){
      System.out.println(parser.nextToken());
    }    
  }
}

Ao executar este código Java nós teremos o seguinte resultado:

A frase é: Gosto de programar em Java

Suas partes individuais:
Gosto
de
programar
em
Java


Java ::: Dicas & Truques ::: Expressões Regulares

Java Expressões Regulares - Como substituir todas as ocorrências de uma substring em uma string usando expressões regulares

Quantidade de visualizações: 8156 vezes
Este exemplo mostra como substituir todas as ocorrências de uma substring em uma string usando expressões regulares na linguagem Java.

Nesta dica nós substituimos todas as ocorrências de "Java" por "C++".

Veja o código completo:

package arquivodecodigos;

import java.util.regex.*;
 
public class Estudos{ 
  public static void main(String args[]){ 
    String padrao = "Java";
    Pattern regPat = Pattern.compile(padrao);
    String frase = "Java? Gosto muito de Java.";
    System.out.println("Frase original: " + frase);
    Matcher matcher = regPat.matcher(frase);
    String res = matcher.replaceAll("C++");
    System.out.println("Depois da substituição: " + res);
  } 
} 

Ao executarmos este código Java nós teremos o seguinte resultado:

Frase original: Java? Gosto muito de Java.
Depois da substituição: C++? Gosto muito de C++.


Veja mais Dicas e truques de Java

Dicas e truques de outras linguagens

Quem Somos

Osmar J. Silva
WhatsApp +55 (062) 98553-6711

Goiânia-GO
Full Stack Developer, Professional Java Developer, PHP, C/C++, Python Programmer, wxWidgets Professional C++ Programmer, Freelance Programmer. Formado em Ciência da Computação pela UNIP (Universidade Paulista Campus Goiânia) e cursando Engenharia Elétrica pela PUC-Goiás. Possuo conhecimentos avançados de Java, Python, JavaScript, C, C++, PHP, C#, VB.NET, Delphi, Android, Perl, e várias tecnologias que envolvem o desenvolvimento web, desktop, front-end e back-end. Atuo há mais de 15 anos como programador freelancer, atendendo clientes no Brasil, Portugal, Argentina e vários outros paises.
Entre em contato comigo para, juntos, vermos em que posso contribuir para resolver ou agilizar o desenvolvimento de seus códigos.
José de Angelis
WhatsApp +55 (062) 98243-1195

Goiânia-GO
Formado em Sistemas de Informação pela Faculdade Delta, Pós graduado em Engenharia de Software (PUC MINAS), Pós graduado Marketing Digital (IGTI) com ênfase em Growth Hacking. Mais de 15 anos de experiência em programação Web. Marketing Digital focado em desempenho, desenvolvimento de estratégia competitiva, analise de concorrência, SEO, webvitals, e Adwords, Métricas de retorno. Especialista Google Certificado desde 2011 Possui domínio nas linguagens PHP, C#, JavaScript, MySQL e frameworks Laravel, jQuery, flutter. Atualmente aluno de mestrado em Ciência da Computação (UFG)
Não basta ter um site. É necessário ter um site que é localizado e converte usuários em clientes. Se sua página não faz isso, Fale comigo e vamos fazer uma analise e conseguir resultados mais satisfatórios..

Linguagens Mais Populares

1º lugar: Java
2º lugar: C#
3º lugar: PHP
4º lugar: Delphi
5º lugar: Python
6º lugar: JavaScript
7º lugar: C
8º lugar: C++
9º lugar: VB.NET
10º lugar: JSP (Java Server Pages)



© 2021 Arquivo de Códigos - Todos os direitos reservados | Versión en Español | Versão em Português