Você está aqui: Java ::: Java + Firebird/Interbase ::: Metadados da Base de Dados (Database Metadata)

Como retornar os tipos de dados suportados pelo Firebird e seus correspondentes JDBC

Quantidade de visualizações: 6629 vezes
Em algumas situações precisamos obter os tipos de dados suportados pelo Firebird e mapeá-los para seus correspondentes JDBC. Esta não é uma tarefa fácil, mas que, com uma pequena ajuda dos recursos de reflexão do Java, pode ser realizada depois de algumas xícaras de café.

O primeiro passo é obter os tipos de dados suportados pelo Firebird com uma chamada ao método getTypeInfo() da interface DatabaseMetaData. Os campos do ResultSet que nos interessam são TYPE_NAME e DATA_TYPE. TYPE_NAME traz o nome do tipo de dados no Firebird enquanto DATA_TYPE traz o tipo JDBC correspondente como um inteiro. Assim, o que temos que fazer é usar reflexão para obter todos os campos da classe java.sql.Types e efetuar um mapeamento entre os tipos.

Veja o código completo para o exemplo:

package estudos_jdbc;

import java.lang.reflect.Field;
import java.sql.*;
import java.util.HashMap;
import java.util.Map;

public class Main{
  static Map mapa; // usado para mapear os tipos JDBC
  
  public static void main(String[] args) {
    // string de conexão
    String databaseURL =
      "jdbc:firebirdsql:localhost/3050:C:\\Firebird_2_5\\dados\\estudos.fdb";
    String user = "sysdba";
    String password = "masterkey";
    String driverName = "org.firebirdsql.jdbc.FBDriver";

    try {
      Class.forName(driverName).newInstance();
      Connection conn = DriverManager.getConnection(databaseURL, user, password);

      // vamos obter um objeto da classe org.firebirdsql.jdbc.FBDatabaseMetaData
      DatabaseMetaData dbmd = conn.getMetaData();

      // vamos obter os tipos de dados suportados por esta versão do Firebird
      // e seus correspondentes JDBC
      ResultSet tiposDados = dbmd.getTypeInfo();
      while(tiposDados.next()){
        System.out.println("Firebird: " + tiposDados.getString("TYPE_NAME") +
          " - JDBC: " + getJdbcTypeName(Integer.parseInt(tiposDados.getString("DATA_TYPE"))));
      }
      
      // vamos fechar o ResultSet
      tiposDados.close();
    }
    catch (SQLException ex) {
      System.out.println("SQLException: " + ex.getMessage());
      System.out.println("SQLState: " + ex.getSQLState());
      System.out.println("VendorError: " + ex.getErrorCode());
    }
    catch (Exception e) {
      System.out.println("Problemas ao tentar conectar com o banco de dados: " + e);
    }
  }

  // Este método retorna o nome de um tipo JDBC
  // O retorno é null se o tipo JDBC não puder ser reconhecido
  public static String getJdbcTypeName(int jdbcType){
    // vamos usar reflection para mapear valores inteiros a seus nomes
    if(mapa == null) {
      mapa = new HashMap();

      // vamos obter todos os campos da classe java.sql.Types
      Field[] campos = java.sql.Types.class.getFields();
      
      // vamos percorrer os campos
      for(int i = 0; i < campos.length; i++){
        try{
          // vamos obter o nome do campo
          String nome = campos[i].getName();

          // vamos obter o valor do campo
          Integer valor = (Integer)campos[i].get(null);

          // vamos adicionar ao mapa
          mapa.put(valor, nome);
        }
        catch(IllegalAccessException e){
          System.out.println("Ops: " + e.getMessage());
        }
      }
    }

    // vamos retornar o nome do tipo JDBC
    return (String)mapa.get(new Integer(jdbcType));
  }
}

O resultado da execução deste código foi:

Firebird: BIGINT - JDBC: BIGINT
Firebird: BLOB SUB_TYPE 0 - JDBC: LONGVARBINARY
Firebird: BLOB SUB_TYPE 1 - JDBC: LONGVARCHAR
Firebird: CHAR - JDBC: CHAR
Firebird: NUMERIC - JDBC: NUMERIC
Firebird: DECIMAL - JDBC: DECIMAL
Firebird: INTEGER - JDBC: INTEGER
Firebird: SMALLINT - JDBC: SMALLINT
Firebird: FLOAT - JDBC: FLOAT
Firebird: DOUBLE PRECISION - JDBC: DOUBLE
Firebird: VARCHAR - JDBC: VARCHAR
Firebird: DATE - JDBC: DATE
Firebird: TIME - JDBC: TIME
Firebird: TIMESTAMP - JDBC: TIMESTAMP
Firebird: ARRAY - JDBC: OTHER
Firebird: BLOB SUB_TYPE <0 - JDBC: BLOB


Java ::: Fundamentos da Linguagem ::: Estruturas de Controle

Java para iniciantes - Como usar o laço while da linguagem Java

Quantidade de visualizações: 16039 vezes
O laço while é usado quando queremos executar um bloco de códigos continuamente até uma condição seja verdadeira. Veja sua estrutura:

while(condição){
  // bloco de códigos
}

Diferente de C e C++, a condição a ser testada no while do Java deve sempre retornar um valor boolean. E, muito cuidado deve ser tomado para não produzirmos laços infinitos, ou seja, a condição sendo testada nunca retornará um valor false. Veja um trecho de código no qual exibimos os números pares de 0 a 20:

public class Estudos{
  public static void main(String args[]){
    
    int numero = 0;
    while(numero <= 20){
      System.out.println(numero);
      numero++;
    }

    System.exit(0);
  }
}

Veja outro exemplo no qual o laço while é executado até que o usuário digite "fim":

import java.util.*;

public class Estudos{
  public static void main(String args[]){
    Scanner in = new Scanner(System.in);
    String palavra = "";    

    while(!palavra.equals("fim")){
      System.out.print("Digite uma palavra: ");
      palavra = in.nextLine();
      System.out.println("Você escreveu: " + palavra);
    }

    System.exit(0);
  }
} 

Para finalizar, lembre-se de que o laço while é executado somente enquanto a condição testada for verdadeira. Isso quer dizer que, se na primeira tentativa de execução, a condição já for falsa, o laço nunca será executado.


Java ::: Dicas & Truques ::: Arquivos e Diretórios

Como criar diretórios em Java usando o método mkdir() da classe File

Quantidade de visualizações: 7263 vezes
Em algumas ocasiões nossos programas precisam criar diretórios. Na linguagem Java isso pode ser feito com o auxílio do método mkdir() da classe File, do pacote java.io.

Este método não recebe nenhum parâmetro e atua em cima de uma instância da classe File. Além disso, ele retorna um boolean indicando o sucesso ou não da operação.

Veja o código completo para um exemplo:

package arquivodecodigos;

// precisamos importar o pacote java.io
import java.io.*;
 
public class Estudos{
  public static void main(String[] args){
    // nome e caminho do diretório que será criado
    File diretorio = new File("c:\\estudos_java\\imagens");
         
    // o diretório foi criado com sucesso?
    if(diretorio.mkdir()){
      System.out.println("Diretório criado com sucesso");
    }
    else{
      System.out.println("Nao foi possível criar o diretório");
    }
  }
}

Se o diretório puder ser criado, você verá uma mensagem:

Diretório criado com sucesso

Observe que este método pode disparar uma exceção do tipo SecurityException se você não tiver permissão para criar diretórios nos locais especificados.


Java ::: Dicas & Truques ::: Matemática e Estatística

Como converter de hexadecimal para decimal usando o método parseInt() da classe Integer da linguagem Java

Quantidade de visualizações: 11424 vezes
Em algumas situações nós precisamos converter um valor hexadecimal em um valor decimal. Isso pode ser feito por meio do método parseInt() da classe Integer do Java. Tudo que precisamos fazer é fornecer o valor 16 como segundo argumento na chamada desse método.

Veja o exemplo a seguir:

 
package arquivodecodigos;

public class Estudos{
  public static void main(String args[]){
    String hex = "F";
     
    // efetua a conversão de hexadecimal para
    // decimal
    int decimal = Integer.parseInt(hex, 16);
 
    // exibe o resultado
    System.out.println(hex + " em decimal é: " +
      decimal);
 
    System.exit(0);
  }
}

Ao executar este código nós teremos o seguinte resultado:

O hexadecimal F em decimal é 15


Java ::: Dicas & Truques ::: Arquivos e Diretórios

Como listar todo o conteúdo de um diretório usando a função listFiles() da classe File do Java

Quantidade de visualizações: 15354 vezes
Nesta dica mostrarei como podemos usar o método listFiles() da classe File da linguagem Java para listar todo o conteúdo de um diretório. Note que usei os métodos isFile() e isDirectory(), também da classe File, para indicar se o item que está sendo lido é um arquivo ou diretório.

Veja o código completo para o exemplo:

package arquivodecodigos;

import java.io.*;
 
public class Estudos{
  public static void main(String[] args){
    // nome e caminho do diretório     
    File diretorio = new File("C:\\estudos_c"); 
    // um vetor de arquivos
    File[] arquivos = diretorio.listFiles(); 
   
    // foram encontrados arquivos ou diretórios?
    if(arquivos != null){ 
      // obtemos a quantidade de arquivos
      int length = arquivos.length; 
   
      // e percorremos os arquivos individualmente
      for(int i = 0; i < length; ++i){ 
        File f = arquivos[i]; 
             
        // é um arquivo?
        if(f.isFile()){ 
          System.out.println(f.getName()); 
        } 
        else if(f.isDirectory()){ // é um diretório 
          System.out.println("Diretorio: " + f.getName()); 
        } 
      } 
    }     
  }
}

Ao executar este código Java nós teremos um resultado parecido com:

DICA.txt
Diretorio: estudos
Estudos_C.dev
Estudos_C.exe
Estudos_C.layout
main.c
main.o
Makefile.win


Java ::: Lista de Exercícios Resolvidos (Algorítmos Resolvidos) ::: Internet, LAN e E-Mail

Internet, Rede e E-Mail - Exercícios Resolvidos de Java - Ex. 3

Quantidade de visualizações: 6178 vezes
Pergunta/Tarefa:

Escreva um programa Java console ou GUI que peça ao usuário para informar um número de porta na máquina local. Em seguida, tente se conectar a esta porta e informe se há algum serviço sendo executado na porta informada. A entrada e saída do programa pode ser algo como:

Informe o número da posta a ser pesquisada: 3306
Há um serviço na porta informada

Informe o número da posta a ser pesquisada: 2040
Não há nenhum serviço na porta informada
Dica: A forma mais simples de realizar esta tarefa é usando a classe Socket.

Resposta/Solução:

Veja a resolução comentada deste exercício usando Java console:

package estudos;

import java.io.IOException;
import java.net.Socket;
import java.net.UnknownHostException;
import java.util.Scanner;

public class Main {
  public static void main(String[] args){
    Socket socket; // vamos declarar um objeto da classe Socket
    String host = "localhost"; // define o nome da máquina host

    // vamos pedir ao usuário que informe a porta a ser pesquisada
    Scanner entrada = new Scanner(System.in);
    System.out.print("Informe o número da posta a ser pesquisada: ");
    int porta = Integer.parseInt(entrada.nextLine());

    // vamos verificar se há algum serviço na porta informada
    try{
      socket = new Socket(host, porta);
      System.out.println("Há um serviço na porta informada");
    }
    catch (UnknownHostException e) { // não foi possível encontrar a máquina host
       System.out.println("Não foi possível encontrar a máquina host: " + e);
    }
    catch (IOException e) {
      System.out.println("Não há nenhum serviço na porta informada");
    }
  }
}

Veja que, neste exercício, podemos ter o surgimento de duas exceções: UnknownHostException (a máquina informada não pôde ser encontrada) e IOException (houve erro de entrada e/ou saída). Por esta razão, é uma boa idéia envolver o código em um bloco try...catch.


Veja mais Dicas e truques de Java

Dicas e truques de outras linguagens

Quem Somos

Osmar J. Silva
WhatsApp +55 (062) 98553-6711

Goiânia-GO
Full Stack Developer, Professional Java Developer, PHP, C/C++, Python Programmer, wxWidgets Professional C++ Programmer, Freelance Programmer. Formado em Ciência da Computação pela UNIP (Universidade Paulista Campus Goiânia) e cursando Engenharia Elétrica pela PUC-Goiás. Possuo conhecimentos avançados de Java, Python, JavaScript, C, C++, PHP, C#, VB.NET, Delphi, Android, Perl, e várias tecnologias que envolvem o desenvolvimento web, desktop, front-end e back-end. Atuo há mais de 15 anos como programador freelancer, atendendo clientes no Brasil, Portugal, Argentina e vários outros paises.
Entre em contato comigo para, juntos, vermos em que posso contribuir para resolver ou agilizar o desenvolvimento de seus códigos.
José de Angelis
WhatsApp +55 (062) 98243-1195

Goiânia-GO
Formado em Sistemas de Informação pela Faculdade Delta, Pós graduado em Engenharia de Software (PUC MINAS), Pós graduado Marketing Digital (IGTI) com ênfase em Growth Hacking. Mais de 15 anos de experiência em programação Web. Marketing Digital focado em desempenho, desenvolvimento de estratégia competitiva, analise de concorrência, SEO, webvitals, e Adwords, Métricas de retorno. Especialista Google Certificado desde 2011 Possui domínio nas linguagens PHP, C#, JavaScript, MySQL e frameworks Laravel, jQuery, flutter. Atualmente aluno de mestrado em Ciência da Computação (UFG)
Não basta ter um site. É necessário ter um site que é localizado e converte usuários em clientes. Se sua página não faz isso, Fale comigo e vamos fazer uma analise e conseguir resultados mais satisfatórios..

Linguagens Mais Populares

1º lugar: Java
2º lugar: C#
3º lugar: PHP
4º lugar: Delphi
5º lugar: Python
6º lugar: JavaScript
7º lugar: C
8º lugar: C++
9º lugar: VB.NET
10º lugar: JSP (Java Server Pages)



© 2021 Arquivo de Códigos - Todos os direitos reservados | Versión en Español | Versão em Português