Você está aqui: C# ::: Dicas & Truques ::: Sistema

Como testar o formato de um drive (NTFS, FAT32, etc) usando a propriedade DriveFormat da classe DriveInfo da linguagem C#

Quantidade de visualizações: 5912 vezes
A propriedade DriveFormat da classe DriveInfo pode ser usada para obter o formato de um drive, ou seja, ela nos permite saber se o formato de um drive é NTFS ou FAT32, por exemplo.

Veja um trecho de código exemplificando seu uso:

using System;
using System.IO;

namespace Estudos{
  class Program{
    static void Main(string[] args) {
      DriveInfo di = new DriveInfo("C");

      // vamos obter o formato deste drive
      string formato = di.DriveFormat;

      // vamos exibir o resultado
      Console.WriteLine("O formato deste drive é: " + formato);
    }
  }
}

Ao executar este código nós teremos o seguinte resultado:

O formato deste drive é: NTFS


C# ::: Dicas & Truques ::: Mouse e Teclado

C# Windows Forms - Como verificar o estado da tecla Num Lock em suas aplicações C# Windows Forms

Quantidade de visualizações: 6833 vezes
Em algumas situações nós precisamos verificar o estado da tecla Num Lock (que ativa ou desativa o teclado numérico), ou seja, precisamos saber se ela está ou não ativada. Em C# isso pode ser feito de duas formas:

1) A forma mais simples, oferecida no .NET Framework a partir da versão 2.0;
2) Usando código não gerenciado (unmanaged code) e acessar a API do Windows (Win32 API).

Vamos começar com a forma mais fácil, disponível no .NET Framework a partir da versão 2.0:

private void button1_Click(object sender, EventArgs e){
  // vamos verificar se a tecla Num Lock está ativada
  if(Control.IsKeyLocked(Keys.NumLock)){
    MessageBox.Show("A tecla Num Lock está ativada");
  }
  else{
    MessageBox.Show("A tecla Num Lock NÃO está ativada");
  }
}

Aqui nós usamos o método IsKeyLocked() da classe Control e fornecemos como argumento a constante NumLock, da enumeração Keys.

A segunda forma consiste em usar código não gerenciado (unmanaged code) e acessar a API do Windows (Win32 API). Para isso devemos seguir os seguintes passos:

a) Adicionar

using System.Runtime.InteropServices;

na seção de importações.

b) Adicionar o código abaixo no corpo da classe, como um método:

// Função com código não gerenciado que obtém o estado de uma
// determinada tecla

[DllImport("user32.dll", CharSet = CharSet.Auto, ExactSpelling = true, 
CallingConvention = CallingConvention.Winapi)]

public static extern short GetKeyState(int keyCode); 

c) Adicione o código abaixo no evento Click de um botão:

private void button1_Click(object sender, EventArgs e){
  // vamos obter o estado da tecla Num Lock como um boolean
  bool NumLock = (((ushort)GetKeyState(0x90)) & 0xffff) != 0;

  // vamos verificar se a tecla Num Lock está ativada
  if(NumLock){
    MessageBox.Show("A tecla Num Lock está ativada");
  }
  else{
    MessageBox.Show("A tecla Num Lock NÃO está ativada");
  }
}



C# ::: Dicas & Truques ::: Tipos de Dados

Curso de C# - Como usar os tipos de dados short e ushort da linguagem C#

Quantidade de visualizações: 7238 vezes
O tipo de dados short é um tipo primitivo integral com sinal (signed) que pode armazenar valores inteiros na faixa de -32.768 até 32.767. Este tipo ocupa 16 bits (2 bytes) de memória e é um apelido para o tipo System.Int16 da plataforma .NET.

Podemos obter os valores mínimo e máximo que podem ser armazenados em um short por meio de suas propriedades MinValue e MaxValue. Veja:

static void Main(string[] args){
  // vamos obter o valor mínimo de um short
  short minimo = short.MinValue;

  // vamos obter o valor máximo de um short
  short maximo = short.MaxValue;
  
  // vamos mostrar o resultado
  Console.WriteLine("A faixa de valores de um short é: " + minimo +
    " até " + maximo);

  // vamos pausar a execução
  Console.ReadKey();
}

Ao executarmos este código teremos o seguinte resultado:

A faixa de valores de um short é: -32768 até 32767.

Ao atribuir valores para um short em tempo de design, ou seja, como um literal, devemos ter o cuidado de não atribuir valores que estejam fora da faixa permitida. Veja:

static void Main(string[] args){
  // a linha abaixo não vai compilar
  short valor = 35767;

  // vamos pausar a execução
  Console.ReadKey();
}

Este código não compila. A mensagem de erro:

Constant value '35767' cannot be converted to a 'short'

nos informa que o valor 35767 (que está acima da faixa permitida) não pode ser convertido para um short. Assim, se você desejar mesmo efetuar tal procedimento, uma conversão forçada (cast) deve ser feita:

static void Main(string[] args){
  int valor = 35767;

  // vamos forçar a conversão para short
  short valor2 = (short)valor;
 
  // vamos mostrar o resultado
  Console.WriteLine("Valor após o cast: " + valor2);

  // vamos pausar a execução
  Console.ReadKey();
}

Aqui nós "esprememos" o valor 35767 para um short e o resultado, -29769, definitivamente não é o que estávamos esperando.

O tipo ushort é um tipo primitivo integral sem sinal (unsigned) que pode armazenar valores inteiros na faixa de 0 até 65.535. Este tipo ocupa 16 bits (2 bytes) de memória e é um apelido para o tipo System.UInt16 da plataforma .NET.

Podemos obter os valores mínimo e máximo que podem ser armazenados em um ushort por meio de suas propriedades MinValue e MaxValue. Veja:

static void Main(string[] args){
  // vamos obter o valor mínimo de um ushort
  ushort minimo = ushort.MinValue;

  // vamos obter o valor máximo de um ushort
  ushort maximo = ushort.MaxValue;
  
  // vamos mostrar o resultado
  Console.WriteLine("A faixa de valores de um ushort é: " + minimo +
    " até " + maximo);

  // vamos pausar a execução
  Console.ReadKey();
}

Ao executarmos este código teremos o seguinte resultado:

A faixa de valores de um ushort é: 0 até 65535.


C# ::: Fundamentos da Linguagem ::: Métodos, Procedimentos e Funções

Tutorial C# para iniciantes - Como escrever seu primeiro método ou função em C#

Quantidade de visualizações: 14086 vezes
À medida que estamos desenvolvendo nossos códigos, percebemos que estes podem ser divididos de acordo com suas funcionalidades. Ao efetuar esta divisão, estamos na verdade criando blocos de códigos que executam uma determinada tarefa. E, descobrimos que tais blocos de códigos podem ser reaproveitados com frequencia em um mesmo programa. Assim, ao mecanismo usado para disparar a execução destes blocos de códigos é dado o nome de método (ou função em linguagens tais como C e C++).

Um método, em sua forma mais simples, é apenas um conjunto de instruções que podem ser chamadas a partir de locais estratégicos de um programa. Veja um exemplo:

// um método que não recebe nenhum argumento
// e não retorna nenhum valor
static void metodo(){
  Console.WriteLine("Sou um método");
}

Este método apenas exibe o texto "Sou um método". Veja o uso das chaves { e } para delimitar a área de atuação do método (o corpo do método). A palavra-chave void indica que este método não retorna nenhum valor ao finalizar sua execução enquanto a palavra-chave static é melhor explicada na nossa seção sobre modificadores em C#. Todos os métodos em C# possuem parênteses, os quais servem como marcadores para a lista de parâmetros do método. Parênteses vazios indicam que o método não possui parâmetros.[br][br]

Veja agora um trecho de código completo exemplificando a chamada ao método recém-criado:

// um método que não recebe nenhum argumento
// e não retorna nenhum valor
static void metodo(){
  Console.WriteLine("Sou um método");
}

static void Main(string[] args){
  // efetua uma chamada ao método
  metodo();

  Console.WriteLine("\n\nPressione uma tecla para sair...");
  Console.ReadKey();
}



C# ::: Dicas & Truques ::: Data e Hora

Como obter a quantidade de dias em um determinado mês usando o método GetDaysInMonth() da classe GregorianCalendar do C#

Quantidade de visualizações: 10272 vezes
Em algumas situações precisamos saber quantos dias há em um determinado mês. Para isso podemos usar o método GetDaysInMonth() da classe Calendar (ou alguma de suas subclasses). Este método recebe dois valores inteiros: o ano e o mês desejado.

Na classe GregorianCalendar (que extende Calendar) o método GetDaysInMonth() retorna 28 para os anos comuns e 29 para os anos bissextos.

Veja um trecho de código no qual usamos o método GetDaysInMonth() para obter a quantidade de dias para o mês de Março de 2009:

static void Main(string[] args){
  // using System.Globalization;

  // obtém uma instância da classe GregorianCalendar
  Calendar c = new GregorianCalendar();

  // obtém a quantidade de dias para março de 2009
  int dias = c.GetDaysInMonth(2009, 3);

  // exibe o resultado
  Console.WriteLine("Este mês possui {0} dias", dias);

  // pausa o programa
  Console.ReadKey();
}

Note, contudo, que o mesmo resultado pode ser obtido por meio do calendário padrão independente de cultura, desde que as regiões as quais o programa se destina tenham compatibilidade de calendários:

Calendar c = CultureInfo.InvariantCulture.Calendar;

O método GetDaysInMonth() pode atirar uma exceção do tipo ArgumentOutOfRangeException se os valores do ano ou mês estiverem fora das faixas permitidas pelo calendário. Veja:

System.ArgumentOutOfRangeException was unhandled
  Message="Month must be between one and twelve.
   Parameter name: month"
  Source="mscorlib"
  ParamName="month"



C# ::: Namespace System.Drawing ::: Graphics

Computação gráfica C# Windows Forms - Como desenhar em C# - A classe Graphics

Quantidade de visualizações: 5473 vezes
Qualquer um que queira iniciar os estudos e desenhos de gráficos em C# usando Windows Forms deve obrigatoriamente entender um pouco de GDI e GDI+. GDI é o acrônimo de Graphics Device Interface e GDI+ é o seu sucessor em versões mais recentes do Microsoft Windows. Com a indepedência do GDI+ podemos desenhar em um formulário, na tela ou impressora sem qualquer modificação no código. O próprio GDI+ se encarrega dos detalhes da implementação de cada um destes diferentes dispositivos.

O GDI+ é uma interface de programação de aplicações (API) que forma o sub-sistema do sistema operacional Microsoft Windows XP. Esta API é a responsável pela exibição de informações na tela e impressoras. O GDI+ é uma DLL Win32 chamada de gdiplus.dll que é distribuída com o Windows XP e versões mais recentes do Windows. Esta DLL está também disponível para uso em versões do Windows anteriores ao XP.

A plataforma .NET encapsula as funcionalidades do GDI+ nos seguintes namespaces: System.Drawing, System.Drawing.Drawing2D, System.Drawing.Imaging, System.Drawing.Text e System.Drawing.Printing.

Antes de iniciar seus desenhos em C# e Windows Forms, é importante entender o sistema de coordenadas do GDI+. Este sistema usa a medida de pixels ("picture elements"), que é a menor unidade de resolução no display de um monitor. Assim, o canto superior esquerdo de um controle GUI (um formulário, um painel, botão, etc) tem as coordenadas (0, 0), ou seja, x = 0 e y = 0. Lembre-se de que x é o eixo horizontal e y é o eixo vertical.

A classe Graphics, do pacote System.Drawing, é quem fornece boa parte dos métodos que usamos para desenhar em C# e Windows Forms. Veja sua posição na hierarquia de classes da plataforma .NET:

System.Object 
  System.MarshalByRefObject 
    System.Drawing.Graphics
Um objeto desta classe pode ser obtido com uma chamada ao método CreateGraphics() a partir de um objeto que herda de System.Windows.Forms.Control ou gerenciando o evento Paint do controle e acessando a propriedade Graphics da classe System.Windows.Forms.PaintEventArgs.

Veja um trecho de código no qual desenhamos uma linha horizontal no formulário a partir do clique de um botão:

private void button1_Click(object sender, EventArgs e){
  // vamos obter o Graphics do formulário
  Graphics g = this.CreateGraphics();

  // vamos desenhar uma linha horizontal de 300 pixels na
  // cor preta e espessura de 1 pixel
  g.DrawLine(new Pen(Color.Black, 1), new Point(20, 80), 
    new Point(320, 80));

  // vamos liberar o objeto Graphics
  g.Dispose();
}



Veja mais Dicas e truques de C#

Dicas e truques de outras linguagens

Quem Somos

Osmar J. Silva
WhatsApp +55 (062) 98553-6711

Goiânia-GO
Full Stack Developer, Professional Java Developer, PHP, C/C++, Python Programmer, wxWidgets Professional C++ Programmer, Freelance Programmer. Formado em Ciência da Computação pela UNIP (Universidade Paulista Campus Goiânia) e cursando Engenharia Elétrica pela PUC-Goiás. Possuo conhecimentos avançados de Java, Python, JavaScript, C, C++, PHP, C#, VB.NET, Delphi, Android, Perl, e várias tecnologias que envolvem o desenvolvimento web, desktop, front-end e back-end. Atuo há mais de 15 anos como programador freelancer, atendendo clientes no Brasil, Portugal, Argentina e vários outros paises.
Entre em contato comigo para, juntos, vermos em que posso contribuir para resolver ou agilizar o desenvolvimento de seus códigos.
José de Angelis
WhatsApp +55 (062) 98243-1195

Goiânia-GO
Formado em Sistemas de Informação pela Faculdade Delta, Pós graduado em Engenharia de Software (PUC MINAS), Pós graduado Marketing Digital (IGTI) com ênfase em Growth Hacking. Mais de 15 anos de experiência em programação Web. Marketing Digital focado em desempenho, desenvolvimento de estratégia competitiva, analise de concorrência, SEO, webvitals, e Adwords, Métricas de retorno. Especialista Google Certificado desde 2011 Possui domínio nas linguagens PHP, C#, JavaScript, MySQL e frameworks Laravel, jQuery, flutter. Atualmente aluno de mestrado em Ciência da Computação (UFG)
Não basta ter um site. É necessário ter um site que é localizado e converte usuários em clientes. Se sua página não faz isso, Fale comigo e vamos fazer uma analise e conseguir resultados mais satisfatórios..

Linguagens Mais Populares

1º lugar: Java
2º lugar: C#
3º lugar: PHP
4º lugar: Delphi
5º lugar: Python
6º lugar: JavaScript
7º lugar: C
8º lugar: C++
9º lugar: VB.NET
10º lugar: JSP (Java Server Pages)



© 2021 Arquivo de Códigos - Todos os direitos reservados | Versión en Español | Versão em Português