Você está aqui: Java ::: Classes e Componentes ::: JTextField

Como retornar o tamanho do texto de um JTextField

Quantidade de visualizações: 7869 vezes
/*
 Este exemplo mostra como obter o tamanho do texto
 de um JTextField.
*/

import java.awt.*;
import java.awt.event.*;
import javax.swing.*;

public class Estudos extends JFrame{
  JTextField texto;  

  public Estudos() {
    super("Estudos Swing");
    
    Container c = getContentPane();
    c.setLayout(new FlowLayout(FlowLayout.LEFT));

    // Cria um botão
    JButton btn = new JButton("Tamanho do Texto");
    btn.addActionListener(
      new ActionListener(){
        public void actionPerformed(ActionEvent e){
          int tam = texto.getText().length();
          JOptionPane.showMessageDialog(null, 
            "O texto do JTextField contém " + tam +
            " caracteres.");
        }
      }
    );
    
    // Cria o JTextField
    texto = new JTextField(10);		

    // Adiciona o botão à janela
    c.add(btn);
    // Adiciona o JTextField à janela
    c.add(texto);  

    setSize(350, 250);
    setVisible(true);
  }
  
  public static void main(String args[]){
    Estudos app = new Estudos();
    app.setDefaultCloseOperation(JFrame.EXIT_ON_CLOSE);
  }
}



Java ::: Estruturas de Dados ::: Lista Ligada / Lista Encadeada / Linked List

Estruturas de Dados em Java - Como obter a quantidade de nós em uma lista singularmente ligada usando Java

Quantidade de visualizações: 6103 vezes
Em algumas situações precisamos obter a quantidade de nós em uma lista singularmente ligada. Nesta dica eu mostro como isso pode ser feito. Aqui estou assumindo que você criou uma lista singularmente ligada que possui dois nós gerenciadores, ou seja, uma referência para o primeiro nó na lista e uma referência para o último nó.

Veja o código para um método que retorna a quantidade de nós na lista:

// método que permite exibir os valores de
// todos os nós da lista
public int tamanho() {
  int tam = 0; // representa a quantidade de nós na lista

  // vamos obter uma referência ao início da lista
  No no = inicio;

  while (no != null) { // enquanto a lista não estiver vazia
    tam++; // incrementamos a variável tam
    no = no.proximo; // pula para o nó seguinte
  }

  return tam;
}

Veja como podemos chamar este nó a partir da classe principal da aplicação (Main.java):

public class Main {
  public static void main(String[] args) {
    // vamos criar uma nova lista
    Lista lista = new Lista();

    // insira alguns nós no início ou no final
    // da lista

    // exibe a quantidade de nós na lista
    System.out.println("A lista possui " + lista.tamanho() +
      " nós");
  }
}

Ao executar a aplicação você terá um resultado parecido com:

A lista possui 4 nós.


Java ::: Lista de Exercícios Resolvidos (Algorítmos Resolvidos) ::: Arrays e Matrix (Vetores e Matrizes)

Vetores e Matrizes - Exercícios Resolvidos de Java - Ex. 12 - Declarar e construir um vetor, pedir ao usuário para informar os valores dos elementos e mostrar o maior e o menor valor armazenado no vetor

Quantidade de visualizações: 8601 vezes
Pergunta/Tarefa:

Escreva um programa Java GUI ou console que declara e constrói um vetor de 10 inteiros. Em seguida peça ao usuário para informar os valores para os elementos do vetor e, uma vez preenchida, percorra o vetor e mostre os valores armazenados. Para finalizar varra o vetor novamente e mostre os valores do maior e do menor elemento. A declaração e construção do vetor pode ser feita da seguinte forma:

// declara e constrói um vetor de 10 inteiros
int valores[] = new int[10];
Dica: Na resolução abaixo eu usei um objeto Scanner para ler os valores do vetor. Se preferir, use um objeto da classe JOptionPane para leitura.

Resposta/Solução:

Veja a resolução comentada deste exercício usando Java console:

package estudos;

import java.util.Scanner;

public class Estudos {
  public static void main(String[] args) {
    Scanner entrada = new Scanner(System.in);
      
    // declara e constrói um vetor de 10 inteiros
    int valores[] = new int[10];
        
    // vamos pedir ao usuário para informar os 10 valores
    for(int i = 0; i < valores.length; i++){
      System.out.print("Informe o " + (i + 1) + "º valor: ");
      valores[i] = Integer.parseInt(entrada.nextLine());
    }
    
    // vamos exibir os valores informados
    System.out.println("\nOs valores informados foram: ");
    for(int i = 0; i < valores.length; i++){
      System.out.print(valores[i] + "  ");
    }
    
    // agora vamos encontrar o maior e o menor valor no vetor
    // vamos assumir que o primeiro elemento
    // possui o maior e o menor valor
    int maior = valores[0], menor = valores[0]; 
    for(int i = 0; i < valores.length; i++){
      // encontra o maior valor
      if(valores[i] > maior){
        maior = valores[i];  
      }
      
      // encontra o menor valor
      if(valores[i] < menor){
        menor = valores[i];  
      }
    }
    
    System.out.println("\n\nO maior valor é: " + maior);
    System.out.println("O menor valor é: " + menor);
  }
}

Uma idéia na resolução deste exercício é assumir que o primeiro elemento do vetor possui tanto o maior quanto o menor valor.


Java ::: Java para Engenharia ::: Geometria Analítica e Álgebra Linear

Java para Geometria Analítica e Álgebra Linear - Como efetuar a soma de matrizes usando Java

Quantidade de visualizações: 267 vezes
A soma de matrizes (assim como a subtração e multiplicação) é parte integrante da disciplina de Álgebra Linear e seu cálculo é muito simples.

Assumindo duas matrizes A e B, ambas com a mesma quantidade de linhas e colunas, a matriz soma pode ser obtida da seguinte forma:

\[A + B = \left[\begin{matrix} 3 & 4 & -1 \\ 8 & 2 & 1 \\ 7 & 5 & -3 \end{matrix}\right] + \left[\begin{matrix} -2 & 6 & 4 \\ 1 & 8 & 9 \\ -4 & 10 & 3 \end{matrix}\right] = \left[\begin{matrix} 1 & 10 & 3 \\ 9 & 10 & 10 \\ 3 & 15 & 0 \end{matrix}\right] \]

Um elemento da matriz é representando por sua posição linha e coluna. Usamos a letra i para a linha e j para a coluna, ou seja, aij. Dessa forma, o elemento na primeira linha e primeira coluna da matriz é a11, o elemento na primeira linha e segunda coluna é a12 e assim por diante.

Então, a soma das duas matrizes é feita da seguinte forma: Cij = Aij + Bij.

E agora veja o código Java que declara duas matrizes matrizA e matrizB e obtém uma terceira (matrizC) contendo a soma das duas anteriores. Novamente, note o requisito de que as matrizes deverão ter o mesmo número de linhas e colunas:

package arquivodecodigos;
 
public class Estudos{
  public static void main(String args[]){
    // declarar, construir e inicializar as matrizes
    int matrizA[][] = {{3, 4, -1}, {8, 2, 1}, {7, 5, -3}};
    int matrizB[][] = {{-2, 6, 4}, {1, 8, 9}, {-4, 10, 3}};
    
    // esta é a matriz soma
    int matrizSoma[][] = new int[3][3];  
    
    // e agora vamos prosseguir com a soma
    for(int i = 0; i < matrizA.length; i++){
      for(int j = 0; j < matrizA[0].length; j++){
        matrizSoma[i][j] = matrizA[i][j] + matrizB[i][j];     
      } 
    }
    
    // vamos exibir os valores da primeira matriz
    System.out.println("Elementos da matriz A:");
    for(int i = 0; i < matrizA.length; i++){
      for(int j = 0; j < matrizA[0].length; j++){
        System.out.printf("%5d  ", matrizA[i][j]);
      }
      System.out.println();
    }
    
    // vamos exibir os valores da primeira matriz
    System.out.println("\nElementos da matriz B:");
    for(int i = 0; i < matrizB.length; i++){
      for(int j = 0; j < matrizB[0].length; j++){
        System.out.printf("%5d  ", matrizB[i][j]);
      }
      System.out.println();
    }
    
    // vamos exibir os valores da matriz soma
    System.out.println("\nElementos da matriz soma:");
    for(int i = 0; i < matrizSoma.length; i++){
      for(int j = 0; j < matrizSoma[0].length; j++){
        System.out.printf("%5d  ", matrizSoma[i][j]);
      }
      System.out.println();
    }
  }
}

Ao executar este código Java nós teremos o seguinte resultado:

Elementos da matriz A:
    3      4     -1  
    8      2      1  
    7      5     -3  

Elementos da matriz B:
   -2      6      4  
    1      8      9  
   -4     10      3  

Elementos da matriz soma:
    1     10      3  
    9     10     10  
    3     15      0



Java ::: Coleções (Collections) ::: LinkedList

Java Collections - Como adicionar elementos no final de uma LinkedList usando os métodos add() e addLast()

Quantidade de visualizações: 7969 vezes
O trecho de código a seguir mostra como adicionar elementos no final de um lista ligada (objeto da classe LinkedList). Para isso podemos usar os métodos add() e addLast(). Ambos possuem a mesma funcionalidade. É claro que addLast() representa melhor a idéia de adicionar elementos no final da lista ligada. Veja ainda como usar um ListIterator para percorrer a lista e exibir os elementos. Outra técnica que você perceberá é o uso de unboxing dentro do laço while:

import java.util.*;
 
public class Estudos{ 
  public static void main(String args[]){ 
    // Cria uma LinkedList de inteiros
    LinkedList<Integer> valores = new 
      LinkedList<Integer>();
     
    // adiciona valores no final da lista ligada 
    // usando os métodos add() e addLast(). Lembre-se 
    // de que ambos fornecem a mesma funcionalidade
    valores.add(56);
    valores.addLast(3);
    valores.add(28);
 
    // obtém um ListIterator para percorrer toda a
    // lista ligada, começando no primeiro elemento
    ListIterator<Integer> iterador = 
      valores.listIterator(0);
    while(iterador.hasNext()){  
      // note o unboxing aqui
      int valor = iterador.next(); 
      System.out.println(valor); 
    }
  } 
}

Ao executar este código Java nós teremos o seguinte resultado:

56
3
28


Java ::: Fundamentos da Linguagem ::: Modificadores

Programação Orientada a Objetos em Java - Como usar o modificador static em suas aplicações Java

Quantidade de visualizações: 17364 vezes
O modificador static pode ser aplicado a métodos e variáveis. Além disso, este modificador pode ser usado para a inicialização de códigos estáticos de uma classe.

Um recurso marcado com este modificador pertence à uma classe, e não às suas instâncias. Isso quer dizer que podemos acessar métodos ou variáveis estáticas sem a necessidade de criar uma cópia da classe. Veja por exemplo o método main() usado como ponto de entrada para um aplicativo Java:

public static void main(String args[]){
  //
}

Como o método main é chamado antes mesmo de qualquer cópia de classes serem criadas, o modificador static se torna essencial. Veja o que acontece se o retirarmos:

public class Estudos{
  public void main(String args[]){
    System.out.println("Olá");
    System.exit(0);
  }
}

O código compila sem problemas. Porém, ao tentarmos executar teremos o seguinte erro:

Exception in thread "main" 
java.lang.NoSuchMethodError: main
Vejamos agora o que acontece quando tentamos acessar uma variável não estática a partir de um trecho de código estático:

public class Estudos{
  String frase = "Estou aqui!";   

  public static void main(String args[]){
    System.out.println(frase);
    System.exit(0);
  }
}

Ao tentarmos compilar este código teremos o seguinte erro:

Estudos.java:5: non-static variable frase cannot be 
referenced from a static context
 System.out.println(frase);
                       ^
1 error
Este erro aconteceu porque a variável frase foi definida sem o modificar static. Isso faz com que ela pertença à instâncias da classe, ou seja, para acessá-la teríamos que criar uma cópia da classe Estudos. Experimente alterá-la para:

static String frase = "Estou aqui!";

Execute o programa novamente e veja como o erro desaparece.

Para demonstrar como recursos estáticos pertencem mesmo à classe e não às suas cópias, considere o seguinte exemplo:

public class Estudos{
  public static void main(String args[]){
    for(int i = 0; i < 5; i++){
      Cliente cliente = new Cliente();
      System.out.println("Sou o cliente número: " + 
        cliente.quant);
    } 
   
    System.exit(0);
  }
}

class Cliente{
  public static int quant = 0;   

  public Cliente(){
    quant++;
  }
}

Ao compilar e executar este código você terá o seguinte resultado:

Sou o cliente número: 1
Sou o cliente número: 2
Sou o cliente número: 3
Sou o cliente número: 4
Sou o cliente número: 5
Isso aconteceu porque a classe Cliente possui uma variável estática que é incrementada todas as vezes que o construtor da classe é chamado.

Veremos agora o uso do modificador static na inicialização de blocos de código estáticos. Observe o código:

public class Estudos{
  public static void main(String args[]){
    for(int i = 0; i < 5; i++){
      Cliente cliente = new Cliente();
      System.out.println("Sou o cliente número: " + 
        cliente.quant);
    } 
   
    System.exit(0);
  }
}

class Cliente{
  public static int quant = 0;   

  public Cliente(){
    quant++;
  }  

  static{
    System.out.println("Bloco estático");
  }
}

Compile e execute este exemplo. Você terá o seguinte resultado:

Bloco estático
Sou o cliente número: 1
Sou o cliente número: 2
Sou o cliente número: 3
Sou o cliente número: 4
Sou o cliente número: 5
Veja que criamos 5 cópias da classe Cliente. Porém, o bloco de código estático foi executado apenas uma vez, e antes mesmo do construtor da classe.


Veja mais Dicas e truques de Java

Dicas e truques de outras linguagens

Quem Somos

Osmar J. Silva
WhatsApp +55 (062) 98553-6711

Goiânia-GO
Full Stack Developer, Professional Java Developer, PHP, C/C++, Python Programmer, wxWidgets Professional C++ Programmer, Freelance Programmer. Formado em Ciência da Computação pela UNIP (Universidade Paulista Campus Goiânia) e cursando Engenharia Elétrica pela PUC-Goiás. Possuo conhecimentos avançados de Java, Python, JavaScript, C, C++, PHP, C#, VB.NET, Delphi, Android, Perl, e várias tecnologias que envolvem o desenvolvimento web, desktop, front-end e back-end. Atuo há mais de 15 anos como programador freelancer, atendendo clientes no Brasil, Portugal, Argentina e vários outros paises.
Entre em contato comigo para, juntos, vermos em que posso contribuir para resolver ou agilizar o desenvolvimento de seus códigos.
José de Angelis
WhatsApp +55 (062) 98243-1195

Goiânia-GO
Formado em Sistemas de Informação pela Faculdade Delta, Pós graduado em Engenharia de Software (PUC MINAS), Pós graduado Marketing Digital (IGTI) com ênfase em Growth Hacking. Mais de 15 anos de experiência em programação Web. Marketing Digital focado em desempenho, desenvolvimento de estratégia competitiva, analise de concorrência, SEO, webvitals, e Adwords, Métricas de retorno. Especialista Google Certificado desde 2011 Possui domínio nas linguagens PHP, C#, JavaScript, MySQL e frameworks Laravel, jQuery, flutter. Atualmente aluno de mestrado em Ciência da Computação (UFG)
Não basta ter um site. É necessário ter um site que é localizado e converte usuários em clientes. Se sua página não faz isso, Fale comigo e vamos fazer uma analise e conseguir resultados mais satisfatórios..

Linguagens Mais Populares

1º lugar: Java
2º lugar: C#
3º lugar: PHP
4º lugar: Delphi
5º lugar: Python
6º lugar: JavaScript
7º lugar: C
8º lugar: C++
9º lugar: VB.NET
10º lugar: JSP (Java Server Pages)



© 2021 Arquivo de Códigos - Todos os direitos reservados | Versión en Español | Versão em Português